• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação [php]insere("tit_eduardosantos")[/php]      Tempo de pessoas especiais

    ::: 12/06/2004



    Existe um vídeo de treinamento do qual tomo emprestado o título deste artigo. Neste vídeo várias cenas se revezam. Da máquina de escrever ao computador, das bicicletas aos carros modernos. Do velho gramofone aos sofisticados aparelhos de CD. Do antigo para o novo. Em síntese: vemos a velocidade das mudanças que, a cada dia tornam-se mais rápidas. E, à frente de tudo isto estão pessoas. Pessoas que dia após dia alavancam profundas transformações. Mas, o que eu desejo destacar neste artigo é: o que transforma pessoas comuns em pessoas especiais?

    E vamos responder a esta pergunta sem rodeios. Ou seja, a resposta é propósito e determinação. Podemos passear pelos mais variados exemplos em áreas como ciências, esporte, política, religião e etc. Em todas elas encontraremos pessoas que alcançaram destaque e sucesso. Para tal, elas tiveram primeiro que encontrar um propósito, uma meta e perseguir sua conquista. Para isto, tiveram que abrir mão de algumas coisas para este intento maior.

    Vamos utilizar alguns exemplos para clarear e fixar o que aqui foi dito. Primeiramente, vamos para o campo do esporte. Aqui recorro a um exemplo que sempre uso em meus cursos e palestras. Citaremos Gustavo Borges, o maior medalista olímpico entre os brasileiros. Para chegar aonde chegou, ele teve que se envolver em uma rotina de treinamentos muito forte. Dá para imaginar de quantas festas e baladas teve que abdicar por causa de treinos às 5 ou 6 horas da manhã, com duração de 8 a 10 horas. E a dieta alimentar? Cervejinha e picanha com gordura, nem pensar? Tem certas coisas que só na propaganda de TV... E ainda há um outro porém. Nadadores de alto desempenho têm que, acreditem, depilar o corpo inteiro para reduzir o atrito com a água e, com isto obterem melhores tempos.

    Dizem que os homens suportam menos a dor do que as mulheres - talvez seja por isto que somente as mulheres podem dar à luz - então, somente a determinação para alcançar um objetivo pode explicar fazer ou deixar de fazer certas coisas. Ainda no âmbito esportivo, imagine pelo que passou e ainda passa uma atleta como a ginasta Dayane dos Santos. Vou citar apenas um ponto: a distância da família. Para integrar a seleção brasileira de ginástica olímpica ela tem que morar longe de sua família para cumprir o planejamento de treinos e o acompanhamento especializado que recebem.

    Na música, vou trazer outro brasileiro, o pianista Arthur Moreira Lima. Há algum tempo, em uma entrevista no Programa do Jô, perguntado se ele estudava muito, o mesmo disse que no momento não, já que estava dedicando apenas oito horas por dia ao piano. Novamente indagado pelo entrevistador, que achou uma carga de estudos puxada, o pianista disse que nesta atividade, os grandes profissionais dedicam, no mínimo 12 horas de estudo e treinos diários.

    A verdade é que, quando ouvimos um concerto ou recital, não temos a exata dimensão do quanto de dedicação foi necessário para se chegar àquele ponto. De igual modo, os cientistas têm uma exaustiva dedicação que os torna, na maioria das vezes, vistos como anti-sociais. Dificilmente freqüentam festas e eventos - exceto aqueles que são promovidos pelos patrocinadores ou são destinados a angariar fundos para pesquisas.

    E você, tem um propósito definido para sua vida? Já escolheu o vestibular que vai fazer? Ou quem sabe a empresa onde quer trabalhar? Com que grau de empenho e determinação você está buscando este propósito?

    Tenho uma amiga que já faz algum tempo não a vejo. Sempre estava em "todas". Ela adora dançar e curtir. Dias desses encontrei com sua irmã e perguntei por ela. A resposta foi de que ela estava "enclausurada" em casa, estudando há alguns meses. Por quê? Porque queria passar num concurso para juíza. Sei o quanto é duro abrir mão daquilo que gostamos, mas quando sabemos onde queremos chegar, ou seja, quando se tem propósito definido, a relação custo-benefício é sempre compensadora. E é aí que nos tornamos pessoas especiais. Por que vencemos limites, sabemos abdicar de um prazer no momento por um ainda maior no futuro.

    Sabemos que o sucesso é relativo. Ele pode ser definido como alcançar a felicidade realizando seus propósitos de vida. Como cada indivíduo tem um grau de ambição diferenciado, o sucesso varia de pessoa para pessoa. Mas, ser especial não. Pois, consiste em realizar, independente do grau de aspiração, o seu propósito de vida.

    Sendo assim, lembre-se disso quando tiver que separar tempo para os estudos, para desenvolver-se profissionalmente, para buscar a Deus, para treinar um esporte ou instrumento musical. Até aonde você quer chegar? Isto depende, acima de tudo, de sua dedicação. Saiba que o sucesso vem mais do esforço (transpiração) do que da sorte, momento ou mesmo dom (inspiração). Sua determinação e propósito é que determinarão o quão especial é você.

    Não espere. Faça acontecer!


    Eduardo Santos é psicólogo e consultor
    formado pelo Centro de Ensino Superior
    de Juiz de Fora e Pós-Graduado em Consultoria em RH.
    Saiba mais clicando aqui.

    Clique aqui e envie sua pergunta
    para o consultor Eduardo Santos.



    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.