Os "nossos primos" macacos


Muito antes do homem pensar em existir, os macacos já habitavam o nosso planeta. Está comprovado cientificamente: eles são os parentes mais próximos da espécie humana e poderiam ser chamados de nossos "primos". Estes simpáticos animais, são também muito divertidos e atrapalhados, compondo espetáculos circenses e fazendo o público soltar enormes gargalhadas.

Os desenhos animados também aproveitaram a popularidade dos micos para suas aventuras, como é o caso do macaco Gleek (foto). Este participava de episódios com os super-heróis Aquaman, Mulher-Maravilha, Superman e Batman e Robin.

Esses nossos amigos são também muito inteligentes. A capacidade de aprendizado e interpretação da macacada é bastante aguçada e, quando se trata de um chimpanzé, nem se fala. Ele é capaz de desenhar, escrever algumas palavras e até pintar. Tudo isso com indícios de amadurecimento.


A figura desses primatas pode ser vista, ainda, no horóscopo japonês. Eles representam as pessoas que nasceram nos anos de 1908, 1920, 1932, 1944, 1956, 1968, 1980, 1992 e 2004. Este é o signo da criatividade, das pessoas flexíveis e inovadoras.

Vamos, então, conhecer um pouco mais sobre esses nosso amigos? Ah, e não podemos nos esquecer que devemos preservá-los!

Veja algumas das diferentes espécies:
Babuíno Verde

Nome científico: Papio anubis
Ordem: Primates
Família: Cercopithecidae
Habitat: Savanas africanas
Gestação: 6 a 7 meses
Número de filhotes: 1
Alimentação: Vegetais e pequenos animais
Curiosidades: É intermediário entre o macaco e o gorila. Possui uma visão aguçada. É um ótimo nadador e tem hábitos diurnos. Vive em grupos de 20 a 50 indivíduos de todas as idades e são liderados por um macho mais velho. Possui uma estrutura social bem desenvolvida. À noite, dormem em cavernas, fendas nas rochas e em galhos de grandes árvores.

Macaco Barrigudo

Nome científico: Lagothrix lagothricha
Nome em inglês: "Woolly Monkey"
Ordem: Primates
Família: Cebidae
Habitat: Florestas de pelo menos 2100 m de altitude
Gestação: Dura cerca de 225 dias
Número de filhotes: 1
Alimentação: folhas e frutas.
Curiosidades: São diurnos e vivem nas árvores em grupos de 12 ou mais indivíduos. Seu nome vulgar se refere à barriga proeminente.
É capturado para servir de animal de estimação por ser dócil e calmo.

Mico de Cheiro

Nome científico: Saimiri sciureus
Nome em inglês: Squirel Monkey
Ordem: Primates
Família: Cebidae
Habitat: Floresta tropical chuvosa
Gestação: 152 a 170 dias
Número de filhotes: 01
Alimentação: Insetos, frutos, ovos, pequenos pássaros, aranhas e amêndoas. Curiosidades: Animal de hábitos diurnos, são geralmente silenciosos. São arbóreos. Vivem em grupos que chegam a 100 indivíduos. Se tiverem condições favoráveis no cativeiro, chegam a viver de 15 a 10 anos.

Orangotango

Nome científico: Pongo pygmaeus
Nome em inglês: Orangutan
Ordem: Primates
Família: Pongidae
Habitat: Florestas
Gestação: 227 a 275 dias
Número de filhotes: 01
Alimentação: Basicamente frutas, e também folhas, ovos sementes e pássaros jovens
Curiosidades: Podem viver em árvores de 150m de altura. Os indivíduos que vivem em cativeiro são mais robustos. O adulto possui uma bochecha proeminente, principalmente os machos mais velhos. São encontrados aos pares ou em grupos e é muito ativo durante o dia. Quando provocado é perigoso. Completa seu crescimento dos 10 aos 12 anos, embora seja sexualmente maduro mais cedo.
Ameaçados de extinção, devido principalmente à destruição de seu habitat para a agricultura.

Macaco Rhesus

Nome científico: Macaca mullata.
Nome em inglês: "Rhesus Monkey".
Ordem: Primata.
Família: Cercopithecidae.
Habitat: Florestas temperadas.
Gestação: Dura cerca de 146 a 180 dias.
Número de filhotes: 1.
Alimentação: vegetais e animais.
Curiosidades: Assim que o filhote nasce é extremamente dependente dos cuidados maternos. À medida que cresce a mãe deixa de transportá-lo. É um animal muito ativo durante o dia. Vive em grupos de aproximadamente 24 indivíduos de ambos os sexos e diferentes idades. É um bom nadador. Chega a viver 30 anos em cativeiro. É extensivamente estudado. O fator Rh do sangue foi demonstrado primeiramente em rhesus.
Muito empregado em pesquisas, foi através dele que se descobriu o fator sangüíneo Rh.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.