Fábrica de Bichinhos

23/08/04

Sempre fico pensando naquele sonho que tive em que o PAPAI DO CÉU me mostrava como são feitos os vira-latas. Fico me lembrando de umas portas enormes, azuladas, altas que ficavam em um grande salão do céu. Este salão antecedia a sala de fazer cãezinhos. Estas portas eram transparentes e dava para ver um movimento atrás delas. Por mais que eu tentasse, não conseguia ver o que acontecia, o que deixava a minha curiosidade ainda maior.

Comecei a pedir insistentemente ao PAPAI DO CÉU para me mostrar o que tinha detrás daquelas portas. Fechei meus olhos, me concentrei e pedi com muita força. Insisti tanto naquele pensamento, que adormeci...

Ao chegar, já fui ouvindo aquela música suave e senti o perfume do local. Era realmente uma coisa maravilhosa. Fiquei na entrada do salão admirando tudo e esperando aparecer alguém. Ao fundo, ouvi o ressonar dos filhotes dormindo.

Passou um pouco e então surgiu o PAPAI DO CÉU que me disse: "Mas você hein! Como és pidona! Você pede tanto quem nem consigo trabalhar direito e tenho que parar para te atender. Venha ! Vou te mostrar umas das salas que queres tanto ver. Vamos à sala dos bichinhos que tem defeitos."

"Bichinhos com defeito? Eu não acredito que isto acontece logo aqui no céu." - Ele me olhou carinhosamente e sacudiu a cabeça negativamente. Fiquei com um pouco de vergonha do meu comentário, mas saiu sem querer.

Quando entramos em um das grandes portas azuis, a primeira coisa que vi foi uma grande máquina que fazia muito barulho. Observei dois anjinhos empurrando um grande bumbum cinzento para dentro dela. Eles empurravam com as mãos, viravam de costas e tentavam de novo. Seus pezinhos escorregavam e eles quase caiam. Tive vontade de rir, mas me segurei. He, he, he....

Demos a volta pela máquina, e ao chegarmos do outro lado, me surpreendi ao ver um outro anjinho puxando a tromba de elefantinho.

Percebendo meu espanto, PAPAI DO CÉU comentou tranqüilamente: "Esta máquina tem defeito. Sempre alguma coisa agarra no meio dela e os anjinhos precisam empurrar e puxar para o que elefantinho possa sair. Por isso, é que os elefantes têm uma tromba tão grande. Quando puxamos pelo nariz estica, ho ho ho ...".

Mais a frente havia uma outra máquina: a de fazer girafas.

Nela trabalhavam 5 anjinhos. Muito bagunceiros por sinal. Brincavam e gargalhavam sem parar.

De um lado da máquina, eles colocavam em uma esteira rolante um enorme filhote amarelo, de olhos vivos, pêlo amarelado e com grandes bolas escuras. Assim que acomodavam o bichinho na esteira, um deles falava alguma coisa e os outros começavam a se divertir esquecendo de vigiar a "produção".

O filhotinho entrou na máquina meio de lado e começou a agarrar e a emitir um rangido muito alto. À essa altura, os anjinhos brincalhões faziam uma grande algazarra, viram o que estava acontecendo e voaram como flechas em direção a máquina.

Foi uma confusão só! Quatro deles puxavam o filhotinho pelas patas e um deles puxou pela cabeça, segurando bem perto das orelhinhas. O pescocinho foi esticando, esticando até ficar bem comprido.

Enquanto isso, os outros quatro que puxavam pelas patinhas, se divertiam com a bagunça e não percebiam como as perninhas dos filhotinhos esticavam também...

"Eles sempre fazem isto" - disse o PAPAI DO CÉU - "Deixam o filhote agarrar, puxam daqui, empurram dali e olha só o que vira este bichinho estranho: Uma girafinha ! Você não acha que ela é diferente demais?"

"Eu acho," - Respondi.

"Mas não entendo por que o Senhor não conserta estas máquinas com defeito e não troca as equipes de anjinhos."

Ele me respondeu: "Já imaginou encontrar na terra um elefante, sem sua grande tromba? E uma girafa sem seu longo pescoço e suas grandes pernas? Ninguém iria reconhecê-los, logo depois de tantos anos com esta aparência, esses" defeitos "já se tornaram parte da sua natureza. Já fascinam os olhos de todos os seres humanos. Além do mais essa variedade de formas e cores ajuda vocês a lembrarem que nem sempre o diferente é errado e feio. Que respeitar as diferenças é uma coisa muito legal. Achei melhor deixá-los assim."

"Poxa que legal" - pensei comigo - "Esse PAPAI DO CÉU é realmente um grande cara. Muito bom saber que ele faz as coisas tentando fazer desse mundo um mundo melhor".

Despertei subitamente, com um leve sorriso no rosto e uma grande alegria no coração. Havia conhecido um pouquinho mais do céu. Mas tem tantas portas e o que será que tem nas outras? Bem mas isso já é outra historia...

* Sociedade Juizforense de Proteção aos Animais

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.