Vida Nogueira A atriz mirim é destaque na Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de Juiz de Fora

Vida! O nome não poderia ser melhor para descrever os talentos de uma menina cheia de carisma, energia e amor pela profissão. Desde os três anos, a atriz mirim se encantou pelo palco, assistindo às apresentações da mãe, Darciléia, integrante do extinto grupo Embaixo do Céu.

Durante os ensaios, a menina confessa que só queria uma coisa: atuar! E foi com muita persistência que conseguiu atingir seu objetivo, chegando aos palcos com apenas cinco anos, quando o diretor teatral Marcos Marinho resolveu dar-lhe um papel. "Eu insistia tanto que um dia ele deixou eu participar", comenta.

Depois da primeira atuação, Vida destacou-se em todos os seus trabalhos, recebendo o carinho do público e o reconhecimento da crítica. Seu primeiro prêmio veio com a peça "Pingos de Contos", no Festival de Artes Cênicas de Conselheiro Lafaiete, como melhor trabalho em grupo. Mais tarde, com a montagem "Aumenta Contos", a menina faturou o prêmio de atriz coadjuvante e a indicação a melhor atriz no Festival Nacional de Teatro Amador de Governador Valadares. O reconhecimento na cidade natal, Juiz de Fora, aconteceu na 5ª edição da Campanha de Popularização do Teatro e da Dança, quando Vida levou para casa o prêmio de melhor atriz mirim.

"Viu como valeu a pena me deixarem subir no palco? Tamanho não é nada", afirma cheia de espontaneidade. Respeitável público, com vocês, Vida Nogueira!

Foto da artista Vida Foto da artista Vida Foto da artista Vida

Confira a entrevista:

ACESSA.com - Quando foi que você se interessou pelo teatro?

Vida - Ah, eu nasci no teatro. Quando era bem pequenininha assistia aos ensaios da minha mãe e ficava louca para subir no palco, ensaiar, vestir os figurinos.

ACESSA.com - E a sua primeira atuação?

Vida - Foi em um Auto de Natal, em que fazia uma bailarina. Eu só cantava um verso da Clara Nunes, ficava em cima de uma cadeirinha. Adorei! Foi ótimo!

ACESSA.com - Você não sente medo na hora de subir no palco?

Vida - Não. Para mim é muito bom fazer isso. Decorar texto e atuar, ihhh, tudo relax. Não tenho dificuldades, não.

ACESSA.com - Como foi receber o prêmio na Campanha de Popularização?

Vida - Foi muito bom, pois só porque eu era pequena achavam que eu não podia fazer teatro, me apresentar para gente grande. Quando me destaquei, falei para minha mãe: "Viu? E agora? Posso ser atriz do grupo?". Ela respondeu: "Claro! Agora não é mais atriz convidada ou especial, é atriz do grupo".

Foto da artista Vida Foto da artista Vida Foto da artista Vida

ACESSA.com - Você não acha que é muita responsabilidade para uma criança? São muitos ensaios, horários...

Vida - Não. Eu gosto muito disso. Também tenho umas vantagens. Posso assistir a uma peça antes de todo mundo, que é a minha peça! Também a minha mãe sempre está envolvida nisso, então ela me ajuda com os compromissos.

ACESSA.com - E no dia de um aniversário, você não deixaria o teatro para ir lá?

Vida - Não. Se eu tivesse que trocar uma coisa importante pela peça, não trocaria nunca.

ACESSA.com - Como você é em casa?

Vida - Sou meio bagunceira, mas sei quando parar. Gosto de brincar com a minha irmã Clara, me trancar no armário escondendo, coisas desse tipo.

ACESSA.com - E na escola, você é bagunceira?

Vida - Sou popular. Tem dias que faço shows para meus coleguinhas e eles ficam fingindo que estão batendo fotos. É muito legal. Na hora que entro na sala, sei que não posso conversar, mas, às vezes, dá aquela vontade!

ACESSA.com - Mas como vai conciliar as profissões?

Vida - Já tenho tudo na minha cabeça esquematizado. Vou montar uma clínica e como serei a chefe, não precisarei de ir lá todo o dia. Depois, vou ser atriz, ensaiar minhas peças e também bailarina. Pretendo me formar em balé e ser grande. Esse é o meu sonho!

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.