Procura por lojas de recuperação de brinquedos cresce até 20% Maior movimento é percebido, aproximadamente, trinta dias antes do Dia das Crianças. Preço pode ficar entre 10% e 20% do valor do produto novo

Aline Furtado
Repórter
10/10/2011
Brinquedos

Para economizar na hora de presentear as crianças, muitas pessoas optam por consertar brinquedos com defeitos. Uma forma de fazer os produtos ficarem novos, garantindo a satisfação dos pequenos.

E, com a proximidade do Dia das Crianças, comemorado na próxima quarta-feira, 12 de outubro, lojas especializadas em reparos e recuperação de brinquedos chegam a registrar aumento na procura entre 15% e 20%.

"O movimento começa a crescer ainda no início do mês de setembro, já que nosso prazo para entrega do brinquedo reformado pode ser de até trinta dias", destaca o proprietário de uma loja de recuperação, Darcy Ferreira Silva. Segundo ele, o aumento na procura pelo serviço chega a 15% antes do Dia das Crianças e do Natal. Silva relata que o número de brinquedos recebidos para serem recuperados, desde o início do mês de setembro, equivale a 112.

A procura registrada engloba brinquedos como bicicletas, motos elétricas, videogames, bonecas com mecanismos diversos, velotrol, entre outros. "Muitos pais mandam o brinquedo para a reforma, a fim de presentear filhos mais novos. E até mesmo para usar o produto recuperado para presentear a criança novamente."

Já a proprietária de outra loja, Sônia Miranda Garcia, conta que a chega a registrar até 20% de aumento na procura. "Já em meados do mês de agosto, as pessoas começam a pesquisar preços e prazos. Mas acabam deixando para trazer os brinquedos até o final da primeira quinzena de setembro."

Garantia de até 90 dias

Quem optar por deixar o brinquedo em uma loja de recuperação e reforma vai desembolsar entre 10% e 20% do valor total do produto novo. "Depende do brinquedo, já que muitos têm peças difíceis de serem encontradas", aponta Silva. O preço dá direito à garantia referente àquilo que foi reformado. O tempo de garantia pode variar entre 30 e 90 dias.

Bonecas

No caso das bonecas, Sônia afirma que a maioria dos danos diz respeito aos olhos, aos braços, à cabeça e aos cabelos. "Normalmente estes reparos são mais baratos. Uma dica é evitar dar caneta à menina quando ela estiver brincando com boneca, já que não dá para retirar a marca na pele da boneca. Outra dica, que serve para bonecas e outros brinquedos, é retirar as pilhas, que podem vazar e estragar. É ideal evitar que a criança brinque perto de água, areia ou deixe o brinquedo ao sol.

Boa ação

Sônia relata que, em alguns casos, as pessoas deixam o brinquedo para ser recuperado e acabam não buscando. "Quando temos peças acumuladas, fazemos doações a entidades em épocas como Natal e Dia das Crianças. É uma forma de garantir a alegria de muitas crianças com brinquedos que já alegraram outras."

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.