• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia
    Na onda dos games online
    Conheça as novidades dos jogos que através da internet conectam até 500 pessoas de diversas partes do mundo

    Fernanda Leonel
    Repórter
    08/12/05

    RAGNAROK,TIBIA E MU. Saiba mais sobre os jogos online que estão em alta e faça o download clicando no ícone ao lado!

    Leia!

    Pra quem se lembra do Atari, Nintendo ou Super Nintendo... as novidades são grandes. Mas, para quem já nasceu na década de 90 e pertence à "geração internet" todos os milhares de detalhes e de alternativas que um game contemporâneo oferece não é mais que simples brincadeira.

    Depois da onda dos cartuchos de vídeo-games vieram os CD´s, e junto com eles modelos cada vez mais ousados. A partida depois se deslocou para o computador e, agora, é na internet que baixinhos e altinhos se divertem. A onda dos jogos eletrônicos online virou moda e é responsável por mais de 80% do movimento das lan houses.

    Se há um ano atrás os usuários dessas casas de acesso à internet poderiam competir entre si nas partidas de games da moda, agora eles podem jogar com até 500 pessoas de qualquer lugar do mundo. A onda dos jogos pela internet é mania no Brasil há aproximadamente um ano.

    Modernos, multimídia e cheios de comandos. Assim são os novos modelos de games online. Outro detalhe que encanta os jogadores é a possibilidade de classificação do personagem que ele quer assumir. Ao entrar no computador, o desafiante escolhe se quer ser homem ou mulher, adulto ou adolescente, a sua profissão, suas habilidades e até mesmo a missão que ele tem que cumprir.

    Incentivo a lutas e assassinatos
    Um detalhe em comum dos jogos do momento é o fato de que todas as missões dos participantes estão relacionadas à morte. Ou se mata ou se é assassinado.

    Sérgio Meirelles (foto ao lado) explica que para que o personagem vivido pelo jogador seja forte é preciso sempre que ele mate outros. E como o objetivo sempre é ser o mais forte e não ser morto por ninguém, "mata-se mesmo". Sérgio conta que tem um parceiro de jogo online que chega a chorar durante às vezes que é "morto".

    Para Sérgio, a experiência com assassinatos na tela do computador não influencia no comportamento da vida real de quem joga, nem mesmo das crianças. "Acho que as pessoas têm total idéia de que o que se faz é representação". Mas ele destaca que acha maléfico o excesso de incentivo à competição presente nas temáticas dos jogos.

    Para todas as idades
    Marco Almeida (foto ao lado) e Sérgio são bons exemplos da diversidade de faixas etárias fascinadas por games, principalmente os da internet. Sérgio tem 32 anos e Marco 11. "As temáticas e as possibilidades oferecidas pelos jogos tendem a mudar, mas os jogos mesmo são muito parecidos", comenta Sérgio, justificando a sua antiga paixão pelas competições eletrônicas.

    Sérgio, que brinca ter "complexo de Peter Pan"- expressão designada para adultos não assumem ter crescido - resolveu não fazer "downloads" desses jogos em casa pra não atrapalhar suas atividades diárias. Já Marco, não resiste; ele passa em média duas horas do dia em lan houses disputando com gente do mundo todo, todos os jogos da moda.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.