• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia

    Crianças e a tecnologia, em 10 anos
    Na última década, a garotada acompanhou os avanços da informática e criou um verdadeiro grupo de usuários avançados

    Marcelo Miranda
    Repórter
    20/04/06

    Caio César Silva Lima (foto) tem quase 10 anos de idade. Nasceu junto com a ascensão da internet no Brasil, cujo marco é o ano de 1996. E ele faz jus a essa evolução: é usuário praticamente avançado da web. Sabe navegar, usar MSN, tem perfil no Orkut, estuda e pesquisa no computador. "O que eu mais gosto mesmo é entrar no MSN pra conversar com meus amigos e mexer no Orkut", conta o garoto, estudante da 3ª série que aprendeu a mexer na máquina com o irmão.

    "Eu ficava vendo ele usar o computador e, já com cinco anos, sabia algumas coisas. Depois fui aprendendo mais", diz o pequeno notável, que não apenas brinca no PC, mas já usou a internet em trabalhos escolares de Ciências e Geografia - além, ainda, de treinar em jogos de aventura e luta e ouvir música, especialmente hip hop. "Sou fã do 50 Cent", comenta, se referindo ao famoso músico americano.

    Como Caio, milhares de crianças nascidas há uma década têm familiaridade com a internet de dar inveja a marmanjos. Muito disso se deve ao fato de essas crianças terem chegado a um mundo crescentemente tomado pelo uso dos computadores. O abismo existente entre quem tinha 10 anos em 1996 e quem tem 10 anos hoje, com relação ao uso das máquinas, é enorme, tanto na intimidade com o meio quanto no processo de aprendizado.

    "Por essas crianças terem computadores em casa já quando recém-nascidas, elas aprendem muito rápido a mexer no equipamento. Antigamente não havia esse acesso tão grande", diz Edilsa Maria Ferreira de Oliveira (foto), professora de informática na educação que começou a trabalhar com essa metodologia conjugada há três anos. "Hoje é comum a criança se matricular em cursos específicos e extraclasse para aprender a trabalhar nos programas típicos do computador, como Word, PowerPoint e Excel. Isso é algo que não existia há 10 anos e só se tornou comum com a popularização da internet".

    Edilsa sabe o que fala: além de dar aulas num colégio, também é professora de informática infantil especificamente no ensino do uso desses aplicativos tão comuns e fundamentais no uso cotidiano do computador. "A tendência é isso aumentar mais e mais, com as crianças aprendente cada vez mais cedo".

    A professora considera fundamental esse relacionamento da criança com os computadores e a internet desde cedo. "É algo que não tem volta, mas é muito benéfico", afirma, ela mesma mãe de duas garotas (uma de seis e outra de nove anos) usuárias de internet. Edilsa apenas ressalta que, assim como quase tudo relativo à educação da criança, é preciso que pais e responsáveis fiquem atentos ao que a garotada anda fazendo nas máquinas. "Deve haver algum limite e controle, para não se tornar prejudicial".

    Leia:

  • Os computadores nos últimos 10 anos
  • Clique aqui e leia mais sobre crianças e computadores

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.