• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia

    Uso exagerado da internet: o que fazer? Crianças e adolescentes passam horas na frente do computador e deixam os pais preocupados com o tipo de conteúdo acessado

    Renato Costa
    Colaboração*
    09/11/2006

    Ouça as dicas do Professor Alexandre Henriques sobre como buscar alternativas para os filhos além da internet


    Veja
title=


    coordenador de Informática Pedagógica, Alexandre Henriques

    Um dos desafios mais comuns para os pais, hoje em dia, é controlar o acesso dos filhos à internet. Além das horas a fio em que ficam diante da tela, o conteúdo disponibilizado na grande rede está ao alcance de qualquer um.

    Segundo o coordenador de Informática Pedagógica de um colégio da cidade, Alexandre Henriques (foto ao lado), a tecnologia é comum para as crianças. "Antes mesmo de aprenderem a ler e escrever, as crianças já sabem utilizar o computador.

    Para elas, é um equipamento tão comum quanto qualquer outro objeto", explica. Com essa adaptação, o tempo diante do computador é cada vez maior. Henriques mostra que o acesso via banda larga contribuiu para isso. "Há alguns anos, se usava somente o acesso discado, o que reduzia muito o tempo disponível para se utilizar a internet em casa. Com a banda larga, o computador está conectado 24 horas por dia, possibilitando que a criança possa estar conectada a qualquer momento", comenta.

    Além do tempo que se passa conectado, outra grande questão está no conteúdo disponível. "Buscas com palavras aparentemente simples, como vida, por exemplo, podem gerar resultados inesperados. Além disso, ferramentas como o Orkut, que é utilizado pela maioria absoluta das crianças e adolescentes, possui comunidades que veiculam conteúdo preconceituoso e racista", explica Henriques.

    Qual a alternativa?

    O problema é fácil de ser detectado, mas a solução não está em proibir ou bloquear o acesso ao conteúdo arbitrariamente. "A proibição taxativa pode causar um efeito inverso. A criança ou adolescente ficará ainda mais propenso a querer acessar o conteúdo, por curiosidade", ressalta Henriques.

    Para o bancário Luís Cláudio Fiorindo (foto), uma boa proposta é oferecer alternativas. "As crianças já tem uma tendência ao exagero. Se ela só tiver o computador como opção de entretenimento, vai ficar ali por horas", comenta. Um caminho é oferecer alternativas aos filhos, como atividades ao ar livre. Uma boa conversa em família também é essencial, principalmente para se discutir qual o conteúdo é realmente relevante para ser acessado na internet.


    Algumas dicas para os pais
    • Ofereça atividades alternativas. O computador não deve ser o único nem o melhor amigo do seu filho
    • Estabeleça limite de horas para o uso da internet
    • Certifique-se de que nenhuma informação pessoal seja divulgada pela internet
    • Deixe o computador em um local de fácil visualização, para que a tela não fique "escondida" dos olhares dos pais
    • Navegar na internet é como andar em uma cidade grande. Por isso, é interessante que você utilize o computador junto com seu filho, a fim de estimular o acesso a conteúdos relevantes

    *Renato Costa é estudante do 10º período noturno de Jornalismo da UFJF

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.