• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia

    Tecnologia a serviço da investigação Software que permite a visualização do planeta por fotos de satélite já auxilia até no trabalho da polícia

    Renato Costa
    Colaboração*
    18/01/2007
    O mundo na tela do computador, literalmente. Em questão de segundos, você viaja da Europa até a Oceania, e depois segue para Nova York. É dessa maneira, por exemplo, que o progama Google Earth já é visto e visitado por milhões de internautas no mundo todo.

    A possibilidade de visualizar vários lugares da terra através de fotos de satélite não é nenhuma novidade para estudiosos da área e agências espaciais, mas para os que apenas conhecem os mapas das aulas de geografia esta ferramenta, certamente, oferece uma outra percepção de mundo.


    O programa disponível na rede tem sido útil até para auxiliar a captura de foragidos, como aconteceu, por exemplo, no Rio Grande do Sul, em janeiro deste ano. Depois de realizar um rastreamento via celular, a polícia entrou com as coordenadas no programa e obteve a provável localização do criminoso. A partir daí, os policiais confirmaram o local através de uma vistoria e prenderam o fugitivo.

    Foto Júlio Valério Apesar de em Juiz de Fora, o software ainda não ser utilizado pela polícia, o delegado Denar Ribbeiro, adjunto da 7ª Delegacia Regional de Segurança Pública da cidade, acredita que programas como esses são importantes e facilitam muito a investigação dos profissionais, permitindo rapidez na localização e resolução dos casos. Segundo ele, polícia local já possui um programa próprio, de uso exclusivo, desenvolvido pela polícia mineira que é utilizado em todo o estado.

    Foto Rafael Saldanha O diretor de uma empresa de geoprocessamento de Juiz de Fora, Júlio Valério (foto acima), afirma que essa tecnologia é muito positiva. "Quando a pessoa tem o contato com a fotografia real da região que está sendo estudada, consegue dimensionar melhor o que está sendo estudado. Em vez de ver uma marca vermelha indicando uma cidade, ela vê a própria cidade", comenta.

    O geógrafo Raphael Saldanha (foto ao lado) destaca que o programa é uma boa iniciativa, mas não se adequa a uso no trabalho de geoinformação. "Embora se trate de imagens de alta resolução, o nível de precisão é baixo para trabalhos profissionais. Mas o fato de se ter acesso gratuito a esse tipo de informação é muito importante para quem é apenas curioso", explica.

    Mapas interativos
    No Portal ACESSA.com, você encontra um mapa interativo de Juiz de Fora. O serviço localiza o ponto exato em cada um dos 117 mapas disponibilizados. O recurso permite usar setas para indicar direções, criar pontos de referência, mostrar o local de onde a pessoa deve partir e inserir comentários. Além de possibilitar a impressão do mapa e o envio por e-mail. A interface é simples e auto-explicativa. Basta passar o mouse sobre os ícones e começar a montar o mapa da cidade, pela internet. O sistema interativo pode ser usado, gratuitamente, por todos os internautas, independente de ser cliente do provedor ACESSA.com. Para interagir, é preciso ter um computador conectado à internet e o programa Macromedia Flash Player instalado no micro.

    *Renato Costa é estudante do 10º período de jornalismo do Portal ACESSA.com

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.