Fotolog vira mania na Rede
Conheça mais sobre os sites que hospedam álbuns virtuais

Débora Sereno
24/12/03

Um meio democrático e barato de aparecer, os fotologs, ou "flogs" como ficaram conhecidos, já viraram mania. É simples assim: você pega suas fotos, cria uma página e expõe na rede mundial de computadores. Eles são parecidos com os blogs (clique para saber mais), com a diferença que têm fotos.

Os ciberálbuns são a forma mais rápida para compartilhar imagens, quando a distância é uma barreira. As páginas acabam com os inconvenientes de mandar revelar cópias e enviá-las por correio para os amigos e familiares distantes.

Nos fotologs, o grande barato é que além de expor suas fotos, os visitantes, conhecidos ou não, também têm um espaço para fazer comentários. E não há como restringir o acesso com senhas. Uma vez que tenha o seu endereço, qualquer pessoa pode entrar e deixar uma mensagem.

A maior parte dos usuários são pessoas comuns que aproveitam a oportunidade para compartilhar suas fotos com a turma de amigos e parentes ou, simplesmente, para marcar presença no mundo virtual.

O estudante, Rubem Leon, conta que usa as páginas para manter contato com amigos e que navegando já encontrou alguns com quem já tinha perdido o contato há anos. A estudante de marketing, Priscilla Sobrinho não só usa o seu fotolog para manter sua turma de amigos atualizados sobre os acontecimentos, como também já fez novos amigos atráves dele.

Serviços gratuitos e de fácil acesso
Não precisa ser nenhum expert em computadores ou fazer qualquer investimento para criar o seu fotolog. Alguns sites hospedam páginas gratuitamente e fornecem aos seus usuários ferramentas para criar o seu álbum sem precisar entender nada de linguagem html ou webdesing.

É o caso do Fotolog.net, um dos mais populares na rede. O site, em inglês, hospeda páginas do mundo inteiro. Mas tem o Brasil como um dos recordistas de fotologs.

Alguns provedores de internet e sites especializados em fotografias também oferecem a seus usuários serviços semelhantes. Mas, muitas vezes, o serviço pode custar um pouco mais caro. É preciso ficar atento ao regulamento antes de criar a sua página. Algumas empresas oferecem o serviço gratuito, mas incluem banners na sua página pessoal ou usam os dados do cliente para fins comerciais.

E, mais do que mania entre jovens e adolescentes, os sites também são procurados por profissionais que querem expor o seu trabalho sem maiores custos. É comum encontrar sites de fotógrafos, modelos e profissionais que trabalham com edição de imagens.

Leia mais:

  • Rede de amigos
  • Saiba como criar o seu fotolog
  • Book na internet - Crie seu álbum de fotos na net e divirta-se
  • Na onda dos Blogs

    Conteúdo Recomendado

  • Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.