Inovação, incentivo e desenvolvimento Interação entre governo, iniciativa privada e instituições de ensino para pesquisa e desenvolvimento no Brasil

Sílvia Zoche
Repórter
20/10/2006

O secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Paulo Kleber Duarte Pereira, fala sobre a importância da ciência e tecnologia para o desenvolvimento de um país. Clique nos ícones para assistir.


Veja title= Veja title=


Secretário Paulo Kleber Duarte Pereira ministrando a 
palestra de abertura da Semana de Ciência e Tecnologia do Critt "Conhecimento e inovação nunca estiveram tanta prioridade no Brasil como agora", disse o secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Paulo Kleber Duarte Pereira (foto ao lado). Ele foi convidado a participar da abertura da Semana de Ciência e Tecnologia do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt), 20 de outubro (sexta), com o tema Sistema Mineiro de Inovação Tecnológica.

Em todo Brasil, se comemora a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e o secretário aproveitou para divulgar a necessidade de cada cidade e estado do país se envolver, incentivar e potencializar o desenvolvimento e aplicação da ciência e tecnologia em território nacional. "O Brasil busca o tempo perdido. E o estado [de Minas Gerais] precisa buscar isso também", diz.

Duarte Pereira fez comparações entre o Brasil e modelos mundiais que potencializam a inovação, como a Coréia e a China. "Os outros países estão muito à frente. Temos que ir além do que eles fazem atualmente para alcançá-los", alertou o secretário.

Ele enfatizou em vários momentos que o investimento em políticas de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) possuem grande participação de empresas privadas naqueles países, ao contrário do Brasil.

Secretário Paulo Kleber Duarte Pereira ministrando a 
palestra de abertura da Semana de Ciência e Tecnologia do Critt Formação de profissionais capacitados a desenvolver e promover tecnologia existe em número elevado em território nacional, segundo Duarte. "Mas é preciso encontrar alternativas para que o Recursos Humanos seja alocado nas empresas".

Um fator preocupante apontado é a produção de conhecimentos científicos sem registros. "Há um enorme esforço em gerar conhecimentos, mas o grande pecado é que não se faz o registro desta idéia, disponibilizando para outros se apropriarem", destacando a importância da Propriedade Intelectual.

Países de liderança mundial foram apontados pelo secretário como ambientes propícios para a inovação. "A inovação é a apropriação do conhecimento pela empresa". Além de investir em conhecimento, ele ressalta a necessidade de ser uma política duradoura. "Nisso a China é imbatível".

Ele cita empresários de Minas Gerais que foram para China fabricar seus produtos para vendê-los no Brasil. "São poucas empresas que investem em ciência e tecnologia no Brasil e preferem importar. Temos que rever isso e conter, para não complicar a geração de renda e emprego".

Secretário Paulo Kleber Duarte Pereira ministrando a 
palestra de abertura da Semana de Ciência e Tecnologia do Critt Para Duarte, em Minas Gerais já existe ambiente para a inovação, mas falta mais empenho e dedicação. "Além da federal, temos uma lei de inovação estadual".

Ele citou também a existência de incubadoras de empresas de base tecnológica, fundos de capital semente, programas de incentivo, oito Instituições Científicas e Tecnológicas (ICT's) com núcleos de inovação e três parques tecnológicos. "Juiz de Fora tem condições de possuir um parque tecnológico".

Secretário Paulo Kleber Duarte Pereira ministrando a 
palestra de abertura da Semana de Ciência e Tecnologia do Critt A integração entre empresas privadas, Governo e ICT's acontece, na visão do secretário, mas está "aquém do desejado".

A inovação não acontece de maneira intensa, porque a articulação é realizada por instituições e não por pessoas que as representem. A UFJF, neste ponto, está a frente na opinião de Duarte por contar com uma Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico (SEDETEC).

O secretário do SEDETEC, Paulo Augusto Nepomuceno Garcia (foto ao lado), enfocou a importância da parceria entre órgãos públicos para promoção do desenvolvimento . "Se posicionar estrategicamente na área do conhecimento é fundamental". Ele cita que a Zona da Mata Mineira ainda não é uma região ativa em desenvolvimento tecnológico. "Estamos em busca disso", ressalta.

Duarte Pereira afirma que a UFJF pela tradição e pioneirismo não pode ficar de fora deste momento em que se prioriza no país o conhecimento e a inovação tecnológica.

Graduação de empresas

No mesmo dia da palestra, o secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Paulo Kleber Duarte Pereira, fez a entrega dos certificados de três empresas que ficaram incubadas no Critt.

Secretário Paulo Kleber Duarte Pereira entrega 
certificado de graduação a Logicx Systems Solutions Logicx
Secretário Paulo Kleber Duarte Pereira entrega 
certificado de graduação a Ortofarma Laboratório de Controle de Qualidade Ortofarma
Secretário Paulo Kleber Duarte Pereira entrega 
certificado de graduação a Vale Verde Assessoria Agropecuária e Informática Vale Verde


Esta foi a primeira vez que foram entregues certificados de graduação pelo Critt. As empresas graduadas são a Logicx Systems Solutions Ltda., a Ortofarma Laboratório de Controle de Qualidade e a Vale Verde Assessoria Agropecuária e Informática Ltda..

Programação

A programação do Instituto de Ciências Exatas para a Semana de Ciência e Tecnologia vai de 20 a 22 de outubro (sexta a domingo). No sábado, haverá duas palestras e exposição dos trabalhos da Feira de Ciências e Tecnologia, dos alunos de 5ª a 8ª séries do Ensino Fundamental de escolas públicas de Juiz de Fora. No último dia, acontece a exibição de um filme e a premiação da feira.

Para obter outras informações, veja o site do Critt.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.