• Assinantes
  • Autenticação
  • Casa

    Para quem pretende reformar Procedimentos legais e dicas para cada etapa

    Ludmila Gusman
    02/07/02

    Construir uma casa não é nada fácil, reformar então nem se fala... Apesar de todo o sacrifício, o resultado final vale a pena. Mas é preciso tomar alguns cuidados, antes de começar as mudanças. O primeiro deles é procurar um arquiteto ou engenheiro para tocar a obra. Não vá pensando que qualquer pedreiro resolve o problema. A responsabilidade é muito grande e requer um trabalho profissional.

    A outra dica é nunca contratar o arquiteto só porque é amigo da família. Conhecer e ter referências do profissional é mais fácil, mas não deve ser fator decisivo. Além de empatia, a confiança é fundamental. Uma escolha errada pode causar verdadeiros prejuízos na sua obra, tanto financeiros, como técnicos.

    Etapas de uma reforma

    Mesmo que pequena, a reforma deve ser feita por etapas. Selecionamos as principais, para você não ficar perdido. Elas servirão como guia para iniciar as mudanças.

    O projeto é o primeiro passo. Desenhe, sem compromisso, tudo o que você gostaria de reformar: tamanho, cômodos, equipamentos de lazer, acabamentos. Somente através do projeto é possível planejar e definir a nova casa. Depois, apresente suas idéias a um arquiteto de confiança. Juntos, vocês poderão avaliar todas as possibilidades e chegar a um projeto definitivo. Tudo o que não for previsto na fase de elaboração pode ser considerado um custo extra. Ou seja, a obra vai ficar mais cara do que você imaginou.

    Feito tudo isso, você deverá elaborar uma lista dos materiais necessários para a reforma. Não se esqueça de pesquisar os preços. Dependendo da quantidade que você precisar, há lojas que podem fazer descontos. Com os materiais disponíveis é hora de iniciar a reforma. Como você já contratou um profissional competente, não é necessário estar presente o tempo todo no local, mas é aconselhável que você visite a obra sempre que puder. Se a reforma é realizada na parte interna da casa, tome cuidado com a poeira, procurando ficar longe do local. O barulho é inevitável, mas pense que será por pouco tempo.

    Quando a estutura nova estiver pronta você já pode definir pisos para cozinha, banheiro, quintal, quarto, sala. As opções são variadas. Confira a matéria completa clicando aqui.

    E as cores das paredes? Se você não quer se arriscar na hora de escolher a que melhor vai combinar com a mudança, siga algumas sugestões. Para o piso e o teto, prefira tonalidades claras, que não prejudicam a luminosidade do ambiente. Já nas paredes, o verde água e os tons cítricos (não muito escuros) podem ser opções interessantes desde que o local seja bastante iluminado. Em caso de ambientes com menos incidência de luz, o amarelo claro é a melhor alternativa. Outras opções clique aqui.

    Na hora de definir as instalações da casa, não se esqueça de pedir a ajuda de um eletricista de confiança. Após tudo pronto, basta que você cuide bem do novo ambiente e desfrute com prazer do local.

    Dentro da lei

    Muita gente não sabe, mas iniciar uma reforma sem aprovação legal pode gerar problemas. A Prefeitura tem toda autonomia para paralisar a obra ou até mesmo demoli-la, caso a situação não se regularize. Para evitar transtornos como esses é preciso que você solicite um alvará de aprovação, de acordo com o tipo de reforma que for realizar. As reformas que incluem ampliação ou diminuição da área existente, ou ainda do volume construído, também necessitam de permissão legal para serem executadas. Já as alterações superficiais, como troca de pisos ou pinturas, dispensam qualquer tipo de regularização. Essas são consideradas reparos e não reformas.

    Como proceder : Você deve adquirir o formulário na Central de Atendimento, localizada no Paço Municipal (antigo prédio da Prefeitura), preenchê-lo e de posse da documentação exigida, entregar na Central, para solicitar o levantamento de débito de imóvel e, em seguida protocolar o formulário. Caso conste débito, o contribuinte não poderá pedir o alvará.

    Documentos: Dentre os documentos exigidos, em caso de pequenas reformas em residências, estão uma cópia do título de propriedade registrado em cartório de registro de imóvel ou usufruto ou escritura ou contrato acompanhado do título de propriedade em nome do antigo proprietário, cópia da Carteira de Identidade ou CPF ou CTPS e Carteira de Trabalho e Previdência Social.

    A Central de Atendimento disponibiliza, na internet, pela Central de Atendimento on line a lista de todos os documentos, de acordo como tipo de reforma a ser realizada. Outras informações pelo telefone 156, no JF Informação.

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.