• Assinantes
  • Autenticação
  • Casa

    Feng Shui na decoração Técnica milenar chinesa é utilizada por decoradores e arquitetos
    para harmonizar ambientes. Veja o antes e o depois...

    Sílvia Zoche
    Repórter
    24/06/2006

    Você já deve ter ouvido falar em Feng Shui (pode-se falar como se escreve ou fonssuê). Essa técnica milenar chinesa é usada, também, em decoração e arquitetura, não simplesmente para enfeitar, mas, principalmente, para harmonizar ambientes (leia matéria).

    Sabe aqueles objetos chamados mensageiros do vento, que podem ser feitos de bambu (foto ao lado) ou de metal? Eles são uma das formas de se equilibrar um ambiente. A esfera multifacetada, bailarinas e fontes são outros materiais utilizados.

    Como toda técnica, para haver um bom resultado é preciso entender de Feng Shui. O mais indicado é ter um consultor em decoração ou em arquitetura. E a aplicação pode ser feita em residência, loja, restaurante, hospital, não importa o local.

    A decoradora e design, Mônica Mosqueira (foto abaixo, ao centro), que usa o Feng Shui há cinco anos, vê o bom resultado na decoração de um restaurante que ela decorou. O local, que estava prestes a fechar, passou por pequenos e essenciais ajustes, decisivos para o sucesso.

    Não foi necessária reforma. As proprietárias Denise Nogueira (foto ao lado, à esquerda) e Luciana Nogueira Fraga (foto ao lado, à direita) contam que, após três meses da aplicação da técnica, a mudança na energia do local foi notória e, hoje, o movimento de clientes aumentou. Tanto que elas vão inaugurar outro empreendimento no mesmo ramo.

    "As pessoas perguntam se o restaurante foi reformado, se eu pintei a parede de branco, se mudou de dono. Dizem que a minha irmã, minha sócia há alguns meses, foi quem fez a diferença. Aí lembro que a parede sempre foi branca, a dona continua a mesma e que minha irmã ajuda sim, mas ela mesma percebe que a diferença está no Feng Shui", diz Denise.

    Mudanças nos detalhes
    Antes
    Depois

    O restaurante acima passou a usar o Feng Shui na decoração. Para isso, passou pelas seguintes mudanças que você pode observar nas fotos:

  • foram retiradas as colunas de vidro, que ajudou a iluminar o ambiente
  • os lustres foram trocados de preto para branco
  • o local ganhou espelhos côncavos na entrada do restaurante, além de mensageiros do vento, esferas multifacetadas na porta do banheiro e da cozinha
  • um vaso com água e uma rosa branca na primeira mesa
  • duas bailarinas no sótão, cortou a parte de cima das cadeiras
  • a primeira ação - a mais importante - foi colocar o número do restaurante na porta.

    O lustre preto fornecia menos luminosidade ao ambiente. E o branco proporciona o efeito contrário. "A luminosidade atrai as pessoas pela energia boa", explica Mônica. O mensageiro do vento fica abaixo do sótão e ajuda a dissipar energias acumuladas. As esferas na porta do banheiro e da cozinha neutralizam a energia negativa. "A corrente que a prende não pode ser menor que nove centímetros. A esfera é uma forma de descarrego do local", diz Mônica.

    O espelho convexo repele as energias ruins que possam vir pela entrada do restaurante, já que ele fica localizado em uma galeria e de portas abertas. "O espelho côncavo é bom para quem mora em um bosque, por exemplo, porque ele vai atrair as energias da natureza para dentro de casa. E o espelho deve ficar na parede da fachada de casa", orienta.

    O vaso com flor branca e água é para purificar o ambiente e ele fica na entrada do restaurante. A rosa é trocada todos os dias. As bailarinas colocadas no sótão são para que a energia não fique estagnada. O número da loja existe no papel, mas não na entrada da loja.

    Errado
    Restaurante vizinho
    Certo
    Restaurante com Feng Shui

    "O primeiro erro que afastava as pessoas do restaurante. O número é a identificação do local. Outro detalhe, é que eles devem estar em ascensão e a soma deles deve ser seis", explica. A soma deve resultar sempre em um dígito. Como 5+7=12 e 1+2=3. Para que o resultado seja seis, ela acrescentou uma letra do alfabeto (letra C) que corresponde ao número três e colocou ao lado do número do restaurante, bem pequena. "Tem que ser discreto para não chamar a atenção, além de ter que ser escrito na cor e luz corretos", diz a consultora.

    Depois que a técnica foi aplicada no restaurante, Mônica partiu para casa das sócias. "A casa e o restaurante são os lugares que elas passam grande parte do tempo. Eu tinha que harmonizar tudo para que o resultado fosse completo".

    A limpeza

    A purificação de onde se deseja utilizar o Feng Shui deve ser feita antes de modificar qualquer coisa, e não tem nada a ver com religião. É simplesmente energia, assim como a da luz elétrica. "São usadas várias substâncias, como limão, amônia, cânfora, tudo para limpar e equilibrar a energia", diz.

    Existe, também, a técnica de radiestesia. Mônica diz que não pode ser feito por qualquer pessoa. "Eu tenho que me preparar muito. Fico realmente cansada. Tenho que estar com o corpo em equilíbrio. Se eu estiver gripada, não faço o trabalho", afirma.

    O valor
    clique para ver a imagem ampliada

    O preço da consultoria vai depender de como a pessoa quer a decoração. Se ela pretende manter a arquitetura e mexer somente nos objetos. "Se a pessoa preferir fazer um rebaixamento de gesso, em vez de usar símbolos como o mensageiro do vento, não tem problema. Ela só vai pagar mais pelo material", diz.

    O consultor de Feng Shui costuma cobrar a consultoria e a análise da planta baixa do local. Através dessa análise, ele vai saber a área da prosperidade, sucesso, relacionamento, criatividade, amigos, trabalho, espiritualidade e educação, e família. Na casa de Denise, por exemplo, Mônica viu que na área do Sucesso, representada pelo fogo, havia um aquário e quadros de cachoeira. "O que é mais poderoso para apagar o fogo? A água. Mudei de lugar", diz Mônica.

    Outras dicas

    O arquiteto, Fabiano Tavares Teixeira, trabalha com o Feng Shui há dois anos e associa a arquitetura à técnica de uma forma natural. "Eu nem anuncio que vou usar o Feng Shui, porque a ligação é natural", diz. No trabalho que realiza em uma clínica constatou que o local afastava as pessoas, por ser um ambiente escuro e pela entrada ser mais estreita. "Os chineses diziam que é a Garganta do Dragão. Você olha e não sabe o que vem pela frente", explica.

    Para ele, não adianta mudar o ambiente se a pessoa não mudar. "Existem clientes que me perguntam se garanto a mudança. Eu respondo que o meu trabalho eu garanto, mas a mudança pessoal só depende dele".

    Anote algumas dicas dadas por Tavares
    • Não dormir e nem trabalhar embaixo de vigas, porque a viga é uma sustentação e forma uma carga magnética. Ele aconselha não dormir, nem trabalhar de costas para a porta do quarto e do escritório. "Ao ficar de costas, você perde a noção do ambiente e do que ocorre atrás de você". Isso acarreta desconcentração e, conseqüentemente, noite mal e trabalho mal feito. "Mas, por favor. Isso não impede que você passe pelas vigas".
    • As cores devem ser observadas. As mais quentes - vermelho, amarelo, laranja - são estimulantes, porque são de alta freqüência, portanto, se quiser ter uma boa noite de sono, escolha o azul e o verde claros. "Nos hospitais, eles descobriram que o verde ajuda na não proliferação de bactérias. Mas como as pessoas estão doentes, elas ficavam ainda mais abatidas. Notou-se que era importante mesclar cores mais vibrantes".
    • O recado que ele deixa é que o equilíbrio é o importante. A energia negativa e a positiva devem ter o mesmo peso para que exista harmonia.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.