Pintura de carimbo Aprenda a técnica de pintura original, ensinada pelos
pacientes do projeto Trabalharte, do Casa Viva

Sílvia Zoche
Repórter
16/02/2006

Transformar panos lisos em panos estampados, mas com grafismos que sejam personalizados. Nada mais com a sua cara do que você mesmo produzir os desenhos, não é mesmo?

Habilidade? Sim, não dá pra dizer que não é necessário. Mas todo mundo pode desenvolver a sua. Assim como os pacientes do Centro de Atenção Psicossocial (Casa Viva) fazem no projeto Trabalharte. A coordenação fica por conta de Ilka Araújo Soares e Silvia Mendes e a orientadora da técnica que será mostrada é Marcela Lima. O artesão é Alceu Rodrigues dos Santos.

A pintura ensinada imita um carimbo. Você passa a tinta em uma superfície especial, retira a tinta com a ponta de um pincel e carimba um tecido, seja de um pano que vai se transformar em almofada, bolsa ou blusa. Na verdade, o que a sua criatividade mandar. Veja alguns exemplos:

Alceu gosta do que faz e explica que mexer com as mãos é importante pra estimular as atividades cerebrais. "Os trabalhos manuais ajudam muito o cérebro. Nós temos vários chacras no corpo e são todos interligados. E a gente tem chacra nas mãos. É muito bom". Chacras são canais energéticos do corpo. Pra Alceu, a pintura sai naturalmente, sem necessidade de planejamento.

Carimbando

Se gostou da idéia, preste antenção no passo-a-passo ensinado por Alceu (foto ao lado) e Marcela. É aconselhável usar panos mais grossos, caso for fazer alguma colagem. O jeans é uma das boas alternativas.

Para o material, use uma placa E.V.A. - placa emborrachada - que é facilmente encontrada em lojas que vendem espumas e colchões. "Até se encontra em papelaria, mas é mais caro e o tamamho é menor", avisa Marcela. E por falar em tamanho, você vai recortar a peça, de acordo com a dimensão que deseja carimbar.

Tinta PVA branca. É uma tinta de parede, mas que se encontra em papelarias em recipientes bem menores que galões. É importante ter também pigmentos líquidos para dar cor ao PVA branco. Um pincel de cerdas mais largas e outro de cerdas mais finas. Se quiser, para arrematar o trabalho, use tinta que dá aspecto emborrachado.

1º passo 2º passo

1º passo - Depois de misturar a tinta PVA com o pigmento desejado (neste caso, Alceu escolheu o amarelo), passe com a tinta com o pincel mais grosso sobre o E.V.A. Nem pouco, nem muito. Uma quantidade suficiente para carimbar.

2º passo - Use a ponta do cabo do pincel mais fino pra fazer o desenho. A intenção é retirar a tinta do E.V.A..

3º passo 4º passo

3º passo - Alceu começa a dar formato ao desenho que pretende carimbar.

4º passo - Este é o desenho pronto de Alceu, feito com a ponta do cabo do pincel.

5º passo 6º passo

5º passo - Agora, você vai pegar o pano que pretende carimbar o desenho e vai colocá-lo por cima do E.V.A.

6º passo - É hora de carimbar! Pegue um pano e passe bem de leve sobre o tecido que você colocou por cima do E.V.A..

7º passo 8º passo

7º passo - Retire o tecido que você acabou de carimbar.

8º passo - Veja como ficou. Onde Alceu passou a ponta do pincel, retirando a tinta, ficou em branco. Você pode preencher estes espaços com outras cores. Para isso, é só misturar a tinta PVA com outros pigmentos em potes separados.

9º passo 10º passo

9º passo - Veja como Alceu colore sua pintura. Ele combina amarelo, verde claro, vermelho...

10º passo - ... e o roxo da tinta que dá um aspecto emborrachado.

11º passo 12º passo

11º passo - Veja como ficou o desenho pronto.

12º passo - Se você souber costurar, pode recortá-lo em vários pedaços e fazer uma almofada de patchwork, ou fazer uma bolsa. Se não, você pode pegar o pedaço de tecido que acabou de pintar e colar numa roupa ou bolsa, customizando sua peça.

Marcela - 3216-2347 / 9987-7091

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.