Origami Tradição antiga transforma papel em arte. Basta ter muita criatividade

Daniele Gruppi
Repórter
12/04/2008

No ano em que se comemora o centenário da imigração japonesa no Brasil, muito tem se falado sobre a cultura do país e por que não abordar a tradição de fazer Origami, já que esta ganha, cada vez, mais adeptos em Juiz de Fora? Dobrando papéis coloridos, de vários tamanhos, é possível transformá-los em pássaros, caixas, estrelas, borboletas e flores. Basta criatividade.

A artesã Cristina Lúcia Campos (foto ao lado e no vídeo), há quatro anos, se encantou pela a arte e, atualmente, faz os trabalhos como fonte de renda extra e, principalmente, como terapia. "Sempre gostei de fazer trabalhos manuais, já fiz bordados, cerâmicas e, atualmente, faço enxovais para bebê. Mas queria fazer algo diferente. Em Belo Horizonte, vi uma barraca expondo origamis, e logo quis aprender a fazer. Cheguei na cidade, fui procurar um curso e não parei mais de praticar".

Segundo ela, a complexidade está em fazer as inúmeras dobraduras. "Não é muito fácil. Quando estava aprendendo, desmanchava um origami, tentava montar e não conseguia. Depois voltava, tentava novamente e lá pela terceira ou quarta vez fazia o objeto. Tem origami que exige até 60 papéis dobrados. São muitas possibilidades de fazê-los e quando você consegue montá-lo, vem a gratificação".

Além da satisfação pessoal em criar formas apenas com um pedaço de papel, a prática do Origami favorece a concentração, a presteza manual e a paciência. "Pretendo viver só fazendo origamis. Não sinto que é um trabalho. Às vezes estou cansada, com dor nas costas, mas pego um origami para fazer e até esqueço". Ela conta que no último Natal faturou cerca de R$ 800 com a arte.

foto de origami foto de origamis foto de origami

Cristina afirma que em Juiz de Fora não se encontra material próprio para desenvolver a arte. "Tenho que ir a São Paulo comprar os papéis. Uso também colas e, às vezes, tesouras". Ela utiliza a internet para aprender a fazer novas figuras. "Em sites de compartilhamento de vídeos existem diversos clipes ensinando passo-a-passo de como fazer origamis. Assisto sempre para diversificar o trabalho".

Para a artesã, trata-se de um bom presente. "Pode-se usar para decorar o ambiente. Até no carro o origami enfeita. Tem até uns que são mais masculinos. Pode também ser usado como brincos". Ela ressalta ainda que faz muito cartões e lembranças de batizados e aniversários.

foto de origami foto de cartão de origami foto de brinco de origami
Figura do Tsuru

foto de tsuru É uma das mais populares no Origami. A sua forma serve de base para outras figuras, desde animal até plantas. Acredita-se que os Tsurus tinham apenas a função decorativa e depois foi associado à rituais religiosos. Ele simboliza saúde e fortuna. Costuma-se dizer que a ave é o símbolo da longevidade. Quando uma pessoa se encontra hospitalizada, oferece mil dobraduras de Tsuru para que ela se restabeleça o quanto antes. Ao dobrar cada peça, a pessoa deposita toda fé e esperança na recuperação do doente.

Fonte: Extraído do livro "ORIGAMI" de Mari Kanegae e Paulo Imamura


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.