Pele do rosto Quem compra cremes para a pele sem indicação de
profissionais especializados está se arriscando

Sílvia Zoche
Repórter
30/10/06

Ouça o que a esteticista Giselle Mauler fala sobre o uso de cosméticos. Clique no ícone ao lado e assista ao vídeo.


Imagem
Curso de Estética e Imagem Pessoal da Universo Quem vai a salão de beleza ou tem alguma conhecida que revende produtos de beleza através de revistas, sabe... Nem sempre é fácil resistir a aquelas imagens lindas e coloridas de xampus, condicionadores, maquiagens e cremes, principalmente se há uma promoção em letras garrafais.

Os cremes para a pele do rosto estão na moda. É vitamina C, DMAE, ácidos, diversos componentes que revolucionam a cosmética. Cada dia é uma novidade e a curiosidade e vontade em usar tudo que aparece pela frente faz "coçar" as mãos para comprar.

Quem pensa que para usar cremes - principalmente no rosto, que possui uma pele sensível - pode sair comprando por conta própria sem consultar profissionais, está enganado. É preciso a orientação especializada para indicar corretamente o que sua pele precisa.

Cuidados necessários

Cada um na sua área. Se você não é esteticista nem dermatologista ou médico especializado em medicina estética, nada de sair escolhendo potes bonitos de creme para o rosto ou lançamentos da cosmeatria. Preste atenção nos conselhos de quem entende do assunto.

Os cuidados com a pele do rosto devem começar na adolescência, com a higienização em casa mesmo. Mas, independente de idade, lavar o rosto com água quente e sabonete que usa para lavar o corpo não é nem um pouco recomendável. Se você se viu cometendo este pecado da forma mais natural, repense seus atos.

Imagem
da esteticista Gisele Mauler De acordo com a esteticista Gisele Mauler (foto ao lado), o sabonete comum vai retirar a camada protetora da pele, o manto hidrolipídico, desequilibrando o pH da pele. Em peles oleosas, vai estimular as glândulas a produzirem mais gordura. Na pele seca, vai aumentar o ressecamento. "O poder de detergência do sabonete comum é muito forte. Com o desequilíbrio do pH da pele, fica cada vez mais difícil cuidar", explica.

O correto é usar uma emulsão de limpeza que, normalmente, é apropriado para qualquer tipo de pele ou um sabonete facial. "Pode ser líquido, cremoso... Cada fabricante possui um produto de uma consistência".

A segunda etapa é tonificar, mas com um produto que tenha menor quantidade de álcool possível. "A loção tônica é para peles secas ou normais. Já a loção adstringente, é para as mistas e oleosas". A tônica tem a função de reequilibrar o pH da pele, melhorar a vascularização e matar a flora bacteriana da superfície da pele. A adstringente, além das funções anteriores, contribui para fechar os poros dilatados, segundo a esteticista.

Para a dermatologista, especialista em cosmeatria, Lúcia Lana (foto abaixo), não é necessário usar a loção tônica, porque o álcool contribui para ressecar a pele. "As oleosas podem ser tonificadas", diz.

Imagem
da dermatologista Lúcia Lana Da limpeza, Lúcia já parte direto para a hidratação. "Além disso, é importante proteger contra os raios solares". Ela comenta que o sol contribui para o envelhecimento precoce, manchas e câncer de pele. "O cigarro e o sedentarismo também são fatores extrínsecos. O componente genético é um fator intrínseco ao envelhecimento".

Quem possui pele oleosa ou mista deve usar hidratante na forma de gel oil-free. Já as pessoas com pele seca podem usar a consistência em creme. Como os princípios ativos variam, um produto que foi excelente para sua amiga de pele normal, pode não ser recomendado para você que tem o mesmo tipo de pele. E por quê?

Segundo Giselle, uma dermatologista americana anunciou que não existem somente quatro tipos de pele (seca, normal oleosa e mista). Os hábitos do cotidiano, associados à genética, interferem na qualidade da pele. "Ela descreveu 16 tipos de pele, o que vai influenciar no tipo de tratamento". "

Os quatro fatores descritos, que combinados resultam em 16 tipos de pele:

  • Grau de hidratação da pele - verifica se a pele é oleosa ou seca
  • Sensibilidade - se a pele é sensível e resistente. "Em pele sensível, por exemplo, não pode usar creme anti-sinais. Não podem também Vitamina C e Dmae"
  • Pigmentação da pele - produtos com soja, por exemplo, não podem ser usadas em peles com sardas, porque estimula a melanina
  • Propensão a rugas

No decorrer do dia...

Imagem
da dermatologista Lúcia Lana Quem possui tendência em ficar com a pele "brilhando" durante o dia de tanta oleosidade, pode lançar mão dos lencinhos umedecidos. Giselle lembra que atualmente há maquiagens que hidratam, possuem vitaminas e fatores de proteção contra os raios solares. "Neste caso, é só retocar a maquiagem", aconselha. Existem também borrifadores para amenizar o desconforto. "O ideal é usar os lencinhos mesmo".

A pele da mão é tão sensível quanto a do rosto, segundo a dermatologista. Por isso, o produto que usar no rosto pode ser usado nas mãos. "As mão entregam a idade da pessoa".

Além dos cuidados diários, a orientação de Lúcia Lana é fazer uma limpeza de pele com uma esteticista. "Mesmo a pele normal, é bom que se faça duas vezes por ano".

Os homens também não escapam dos cuidados, mesmo que a pele deles sejam mais resistentes que a das mulheres. "É mais resistente, mais grossa e os sinais do tempo não aparecem tão fácil", diz a esteticista. Portanto, uma limpeza e hidratação diárias são recomendáveis, duas vezes ao dia, ao acordar e antes de dormir.

Os cuidados básicos deve começar a partir de 15 anos. O processo de envelhecimento da pele, segundo os fabricantes de cosméticos, começa aos 24 anos, comenta Giselle Mauler. "As pessoas deixam para se preocupar a partir dos 30 anos, depois que os sinais do tempo já estão se instalando".

E a indicação que não quer calar. Procure ajuda de especialistas. Se a esteticista perceber que o caso é para uma dermatologista, ela vai encaminhá-lo; e vice-versa. Atualmente, as duas áreas, estética e dermatologia, caminham juntas.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.