JF participa de evento pelo fim da violência contra a mulher

Campanha organizada pelos Creas Norte e Idoso/Mulher, contará com o apoio da Polícia Militar e terá palestras, eventos educativos e distribuição de panfletos

Andréa Moreira
Repórter
23/11/2012
Violência contra a mulher

Durante pouco mais de duas semanas, Juiz de Fora estará mobilizada com o evento nacional intitulado 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. A campanha no município será organizada pelos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) Norte e Idoso/Mulher, e terá o apoio da Polícia Militar de Minas Gerais.

A programação contará com panfletagens, ações educativas e palestras, como destaca a coordenadora do Creas Idoso-Mulher, Arlene Motta. "Buscamos organizar eventos que atendam aos vários tipos de público, e elaborar linguagens específicas para cada um. Por exemplo, uma das palestras será para os acautelados do Ceresp, na qual iremos abordar as formas preventivas deste tipo de violência. Em outros casos, vamos falar para jovens e adolescentes, os quais, muitas vezes, podem ser expectadores e atores desta violência. Para isso, vamos trabalhar com um clipe de hip-hop, que é uma linguagem mais adequada", conta.

Juntamente com este evento acontecerá, também, a campanha do Laço Branco, que tem o objetivo de mobilizar e sensibilizar os homens sobre a violência contra a mulher. "Durante este período, vamos distribuir pequenos laços e tentar mostrar para o público masculino quais os caminhos que geram este tipo de violência."

A abertura do evento ocorre na próxima segunda-feira, 26 de novembro, com uma panfletagem na Praça de Benfica, que terá o apoio da Polícia Militar. "Neste dia vamos trabalhar a campanha do Governo de Minas chamada Homens de Minas Gerais pelo fim da violência contra a mulher, com a distribuição de panfletos. Além disso, contaremos com a participação de policiais militares do 27º  batalhão que trabalham na Patrulha Preventiva," explica a coordenadora do Creas Norte, Cristina Pereira Lima.

O evento

O início da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres, sempre ocorre no dia 25 de novembro. A data foi escolhida para lembrar o violento assassinato das irmãs Mirabal (Pátria, Minerva e Maria Teresa) no dia 25 de Novembro de 1960, pelo ditador Rafael Trujilo, na República Dominicana. Em 1999, as Nações Unidas reconheceram oficialmente o 25 de Novembro como o Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres.

A data foi declarada Dia Internacional da Não Violência contra as Mulheres no primeiro encontro Feminista da América Latina e Caribe, organizado em Bogotá, Colômbia, em 1981. Nesse encontro, houve uma denúncia sistemática de violência de gênero, desde os castigos domésticos, às violações e torturas sexuais, o estupro, o assédio sexual, a violência pelo governo, incluindo tortura e abuso de mulheres prisioneiras.

Já o encerramento da campanha é sempre no dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Programação

  • Dia 26/11

10h às 14h – Panfletagem na Praça de Benfica, com apoio da Polícia Militar;

14h30 – Palestra na Casa do pequeno Artista;

  • Dia 28/11

14h – Palestra no Promad (rua Espírito Santo, 450 – Centro);

  • Dia 30/11

9h e 14h30 - Palestra na Casa Menina Artesã (rua Espírito Santo, 450 – Centro);

  • Dia 03/12

8h - Palestra para cem adolescentes da Escola CAIC Núbia Pereira de Magalhães (rua Dr. Antônio Mourão Guimarães, 620 - Santa Cruz);

  • Dia 04/12

10h30 e 13h30 - Palestra na Casa do Pequeno Jardineiro (avenida Juscelino Kubitschek, 3.000 – Barreira do Triunfo);

  • Dia 10/12

14h – Palestra no Ceresp de Juiz de Fora (Linhares)

Os textos são revisados por Juliana França

 Qui, 22 de Novembro de 2012 17:32

Os Creas Idoso Mulher e Norte prepararam uma programação especial para a campanha dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres que inicia no dia 25 e termina em 10 de dezembro (confira programação completa abaixo). Entre as ações previstas estão panfletagem e palestras de sensibilização para os programas socioeducativos da instituição, para uma escola e também para os detentos do Ceresp-JF.

No dia 26, segunda-feira, a AMAC abre as atividades com uma panfletagem na Praça de Benfica que será realizada pelo Creas Norte, no horário de 10h as 14h, com a participação da Polícia Militar. No período da tarde, a partir de 14h30, o Creas Idoso Mulher vai ministrar uma palestra para os adolescentes da Casa do Pequeno Artista (Rua Espírito Santo 456 – Centro). “Nestes encontros vamos abordar o tema da violência contra a mulher informando também as formas de denúncia. Vamos aproveitar para divulgar sobre o apoio que o Creas oferece para quem sofre este tipo de violação dos direitos”, destaca a psicóloga referência em violência doméstica do Creas Idoso Mulher, Isabela Berno.

As ações da AMAC se encerram no dia 10 de dezembro com uma palestra que vai ser realizada pela psicóloga Isabela para os acautelados do Ceresp-JF, no Bairro Linhares. A campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma mobilização educativa e de massa que luta pela erradicação desse tipo de violência e pela garantia dos direitos humanos. Neste ano, a ação busca despertar nos jovens a importância das questões ligadas aos direitos humanos.

A data de 25 de novembro foi declarada Dia Internacional da Não Violência contra as Mulheres no primeiro encontro Feminista da América Latina e Caribe organizado em Bogotá, Colômbia, em 1981. Neste encontro, houve uma denúncia sistemática de violência de gênero, desde os castigos domésticos, às violações e torturas sexuais, o estupro, o assédio sexual, a violência pelo governo, incluindo tortura e abuso de mulheres prisioneiras.

O dia foi escolhido para lembrar o violento assassinato das irmãs Mirabal (Pátria, Minerva e Maria Teresa) no dia 25 de Novembro de 1960, pelo ditador Rafael Trujilo, na República Dominicana. Em 1999, as Nações Unidas reconheceram oficialmente o 25 de Novembro como o Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres.

Confira a programação da AMAC para a campanha:

Dia 26/11:
10h as 14h – Panfletagem na Praça de Benfica, com apoio da Polícia Militar;
14h30 – Palestra na Casa do pequeno Artista;

Dia 28/11:
14h – Palestra no Promad (Rua Espírito Santo 450 – Centro);

Dia 30/11: 
9h e 14h30 - Palestra na Casa Menina Artesã (Rua Espírito Santo 450 – Centro);

Dia 03/12:
8h - Palestra para cem adolescentes da Escola CAIC Núbia Pereira de Magalhães (Rua Dr. Antônio Mourão Guimarães, 620 - Santa Cruz);

Dia 04/12:
10h30 e 13h30 - Palestra na Casa do Pequeno Jardineiro (Avenida Juscelino Kubitschek 3.000 – Barreira do Triunfo);

Dia 10/12:
14h – Palestra no Ceresp – JF, no Bairro Linhares.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.