Quinta-feira, 5 de dezembro de 2019, atualizada às 17h46

Juiz de Fora realiza Caminha pelo Fim da Violência Contra a Mulher neste domingo

Da redação

Juiz de Fora adere a campanha nacional de Combate à Violência contra a Mulher. No próximo domingo, 8 de dezembro, será realizada a 3ª Caminhada pelo Fim da Violência contra as Mulheres. Organizada pelo Grupo Mulheres do Brasil, por meio do seu comitê, a ação vai concentrar na Praça Jarbas de Lery, no Bairro São Mateus, às 9h. Ao todo, mais de 20 cidades e outros países participarão desta grande mobilização.

As estatísticas da violência contra as mulheres, conforme dados do Atlas da Violência, do Ipea, de 2017, apontam que a taxa de mortes de mulheres bateu recorde, chegando a 4,7 assassinatos a cada 100 mil habitantes. Em 2018, foram registrados mais de 145 mil casos de violência — física, sexual, psicológica e de outros tipos —, contra mulheres em que as vítimas sobreviveram (cada registro pode incluir mais de um tipo de violência), segundo o Ministério da Saúde. Ainda de acordo com o órgão, estupros coletivos contra mulheres foram 3.837, em 2018; a cada quatro minutos, uma mulher é agredida por ao menos um homem, a maior parte das vítimas de violência, ou seja, 68%, é mulher.

A iniciativa integra os “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, uma campanha internacional de combate à violência contra as mulheres e meninas, apoiada pela ONU Mulheres, que consiste numa mobilização global da sociedade civil em torno desse propósito. No Brasil, a mobilização dura 21 dias, com início em 20 de novembro, no Dia Nacional da Consciência Negra e pelo fato de mulheres negras serem as maiores vítimas da violência, e encerra em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Para Raquel Sousa, coordenadora líder do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Juiz de Fora, é um momento de unir forças. “Já tivemos grandes avanços com a Lei Maria da Penha e as delegacias da mulher, mas ainda temos muito a fazer para garantir uma assistência adequada às vítimas de violência, lutando por legislações favoráveis a elas, detectando os casos e recuperando os agressores, por exemplo. Essa campanha de conscientização é uma grande ação, pois chama a atenção de toda a sociedade para um problema que diz respeito a todos nós”, diz Raquel.

Em Juiz de Fora, a caminhada sairá da Praça Jarbas de Lery, seguirá pela rua Dr. Romualdo e percorrerá a Avenida Rio Branco, sentido Bom Pastor, até o cruzamento da Procópio Teixeira.

Myriam Loureiro, coordenadora da Caminhada em Juiz de Fora, ressalta a importância da participação de todos na ação. “Quanto maior a participação de todos nesta caminhada, maior será o resultado de encorajamento das vítimas que hoje ainda estão em silêncio. O espelhamento gera força. Não tenhamos dúvida, só o coração afetado gera ação; coragem é agir com o coração” conclui Myriam.

A Caminhada pelo Fim da Violência contra as Mulheres tem o patrocínio do Magazine Luiza e apoio do Instituto Avon.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.