• Assinantes
  • Autenticação
  • Namorados

    Casais apaixonados na terceira idade contam experiências

    Amor à primeira vista, bodas e reencontros marcam histórias

    Laura Lewer
    *Colaboração
    6/06/2014
    Casais apaixonados na terceira idade contam experiências

    “Nos conhecemos no caminho da escola, quando eu tinha 11 anos. Eu brinco que ele começou a me namorar pelo cabelo, porque ficava mexendo nele. Um dia ele me disse 'ainda vou casar com você'", conta Rosa Queiroz (foto ao lado), que se casou aos 16 anos com Luiz Cláudio, 82 anos. Neste ano, comemoram as Bodas de Diamante (60 anos de casamento), criaram dois filhos e dois netos e continuam apaixonados como se fosse o primeiro dia. “Nosso relacionamento é uma beleza até hoje. O que a gente tem é uma coisa doida de boa”, brinca Cláudio. Questionada sobre o Dia dos Namorados, comemorado na próxima semana, 12 de junho, Rosa, de 76 anos, sorri e conta que o casal já não comemora mais, porque eles se namoram todos os dias.

    Sobre a receita para um longo relacionamento, os dois são unânimes: respeito e paciência. "A gente nunca briga, mas para isso é preciso ter calma. Às vezes eu chegava cansado do serviço e ela tolerava tudo com muita paciência. Encontrar uma mulher igual eu encontrei é muito difícil." Rosa devolve o elogio, dizendo que o amor à primeira vista existe sim. "Tudo nele me conquistou, é tudo pra mim e eu nunca precisei de outro namorado para saber disso."

    O amadurecimento para saber lidar com os problemas vem com os anos, de acordo com o casal. "Acho que aprendemos com os erros sim. Muita coisa que a gente não aprendeu quando novo, aprendemos hoje, pra passar para nossa família", explica Rosa. Para manter o amor, o casal aposta em programas como passeios, caminhadas e dança. "Amamos ouvir música. Cozinho com o rádio ligado e nos fins de semana vamos dançar."

    Após 60 anos casados, Luiz e Rosa já não conseguem se imaginar separados. "Se eu for embora primeiro que ele, vou sentir muita falta, porque somos só nós dois juntos no café, almoço, passeio, missa", diz Rosa, apoiada por Luiz, que afirma ser para sempre. "Não nos separamos mais".

    Recém-namorados

    Enquanto um casal celebra as Bodas de Diamante, outro comemora dois meses de namoro (fotos acima). Nelson Aleixo, de 82 anos, e Regina Guilherme, 70, se conheceram no baile em que Nelson e sua falecida esposa frequentavam. Quando a esposa morreu, ele passou nove meses sem voltar, e, quando o fez, Regina perguntou o que havia acontecido. "Ninguém esperou o início do nosso namoro. A gente percebeu que estávamos sozinhos e depois de um tempo começamos a namorar", conta Nelson, que brinca que os dois estão passando por uma "fase de experiência" com o apoio das duas famílias.

    Mas como é iniciar um novo relacionamento na terceira idade? Nelson conta que funciona. "Ela tem um respeito e consideração muito grandes por mim". Regina elogia a postura do namorado "ele gosta das coisas certinhas, eu também gosto, então está tudo bem."

    Juntos, os dois gostam de ir a bailes no Mariano Hall e Giru's Dancing. "Para manter o que temos é continuar passeando juntos nos lugares que fazem parte da nossa história", diz Regina. Apesar do pouco tempo, Nelson já demonstra sua vontade para que o romance continue. "Se a gente continuar se entendendo bem assim, vai durar."

    Centro de convivência

    De acordo com a Coordenadora do Centro de Convivência do Idoso (CCI), Rosângela Bonoto, é muito importante ver casais mantendo o que têm ou se conhecendo na terceira idade. "Ficamos felizes porque não é porque chegaram na terceira idade que esqueceram esse sentimento tão bonito que é o amor. Observamos que várias pessoas, depois que ficam viúvas, encontram uma oportunidade de um novo relacionamento, para dar continuidade a vida, para não envelhecer sozinho. Aqui no CCI esse assunto é tratado com muita tranquilidade." Ainda segundo Rosângela, as atividades do centro buscam a interação entre as pessoas, que acaba se tornando um facilitador. "Existem muito casais que se conheceram aqui e hoje estão casados. Vai mesmo da vontade de cada um", afirma.

    *Laura Lewer é estudante do 7º período de Jornalismo do CES/JF

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.