• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Juliana Freesz Juliana Freesz 29/9/2010

    A compreensão de conceitos gera comportamentos 

    -Na comunicação corporativa, ouve-se diariamente que determinado funcionário é proativo ou comprometido ou, ainda, que a empresa trabalha sinergicamente.

    Porém, ao mensurar os resultados no fim do mês, observa-se que o gráfico de progressão da empresa não condiz com os comportamentos que dizem ter os gestores e colaboradores para chegar a um objetivo maior e comum. O que falta, então?

    Nem sempre falta melhor captação de recursos ou mão de obra. Falta, na grande maioria das vezes, conhecimento de conceitos ou definições corretas que não permitem alcançar os resultados. A falta de consciência de determinados comportamentos pode ser resultado da falta de compreensão de significados.

    Comprometimento, sinergia, integridade, proatividade, entre outras são palavras do corporativês. Mas o que deveria mesmo estar na moda são os comportamentos pois ser íntegro, proativo, comprometido e buscar a sinergia faz parte de um conjunto de características que cada um deveria ter para obter sucesso naquilo que faz.

    E, utilizando mais uma vez uma clássica do corporativês, é preciso ter assertividade, que também é um comportamento. A assertividade é uma forma, ouso dizer a melhor forma de expressão que podemos encontrar em uma pessoa. Ser assertivo é saber o que dizer, em poucas palavras, o que deve realmente ser dito, positivo ou negativamente. Quantas vezes você já tentou deixar uma mensagem no twitter e teve que reduzir a escrita? Lança-se um desafio: ao transmitir mensagens, experimente escrever de forma breve utilizando apenas 140 caracteres. Você verá que não é fácil, mas aprenderá a ser mais objetivo e direto na sua comunicação, seja ela escrita ou falada.

    Portanto, evite utilizar termos apenas porque estão na moda ou, ainda, porque fazem parte de um meio em que você está inserido. Se você está realmente inserido, busque compreender o que cada termo significa e procure sempre agir de forma coerente com o que você tem de conceito: o resultado positivo será mera consequência.



    Juliana Freesz é fonoaudióloga, consultora em comunicação interpessoal (pessoal e corporativa), sócia administrativa, gerente comercial e marketing da Clips, participante do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, participante do treinamento da ONU aplicado pelo SEBRAE – EMPRETEC, colunista da MBA Treinamentos Corporativos e palestrante. 

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.