• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Thiago Cachaldora Thiago Cachaldora 30/8/2011

    Atitude e comunicação

    IlustraçãoUma das maiores queixas presentes no mundo corporativo hoje é a falta de atitude. Atitude em todos os sentidos, tanto iniciativa para fazer por conta própria, sem precisar de ordens, como atitude de fazer o que foi pedido, ou perguntar como fazer o que foi pedido.

    Há algumas semanas, tive a experiência de pedir que uma funcionária de uma empresa parceira simplesmente colasse um cartaz em seu quadro de avisos. Uma semana depois questionei o porquê do mesmo não ter sido feito e para minha surpresa a resposta foi: "— Acabou o durex...".  Mais uma semana corrida, com durex comprado, o cartaz ainda não havia sido colocado no local solicitado.

    O que essa simples situação demonstra é a falta de atitude, na verdade falta de pró-atividade, que engloba a atitude.

    Faltou atitude para controlar o gasto e reposição de material de trabalho, faltou atitude para buscar alternativas para a solução do problema, para entender a necessidade do "cliente", para dar uma data de solução da situação, para saber se, algum tempo depois, o problema havia sido resolvido e para buscar, com outros companheiros de trabalho, uma possível solução imediata.

    As consequências foram, após três semanas sem uma simples atitude: os colaboradores não receberam uma informação importante e do interesse de todos, uma oportunidade única foi perdida pelo prazo finalizado, resultados importantes foram adiados e a cobrança sobre coisas simples foram intensificadas, levando ao maior desgaste para todos os envolvidos no ambiente de trabalho.

    A comunicação entra diretamente na situação, pois grande parte dos problemas acontece por falta de atitude comunicativa. Um deixa para que o outro faça, mas não o informa, o outro espera que alguém resolva, que tome uma atitude, mas não pede ou conversa a respeito e, nesse "deixa que eu deixo" nada comunicativo, as tarefas vão se acumulando e os resultados ficando cada vez menos satisfatórios.

    A solução? Planeje seu dia. Tenha atitude e informe aos companheiros de trabalho o que espera que seja feito. Não fique sentado esperando que os outros solucionem todos os problemas, pois se isso acontecer, os outros serão reconhecidos e promovidos, enquanto você ficará aguardando alguém tomar uma atitude para melhorar a sua vida.

    Mais artigos

    Thiago Cachaldora é fonoaudiólogo, pós-graduado em Fonoaudiologia, consultor em comunicação interpessoal, diretor executivo da Clips Comunicação Interpessoal & Desenvolvimento de Pessoas e palestrante.

    Thiago Cachaldora

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.