DRE Gerencial – Uma excelente ferramenta para controle de gastos 


Leandro Bitencourt Albino 30/11/2020

Dando continuidade na nossa série sobre Controles Financeiros, nosso assunto de hoje é sobre a DRE Gerencial.

O termo DRE – Demonstração do Resultado do Exercício advém da contabilidade, sendo uma das demonstrações financeiras obrigatórias e que apresenta o resultado obtido pela empresa em determinado ano através do confronto entre receitas, custos e despesas. Trazida para o contexto gerencial, a DRE se mostra como uma excelente ferramenta de acompanhamento de custos visando a otimização dos resultados da empresa.  
Através da DRE Gerencial é possível:

•    Analisar o montante de receitas auferidas em determinado período e sua variação em relação a um período anterior (mês ou ano).

•    Mensurar o percentual de composição de determinada receita em relação à receita total do período.

•    Analisar custos e despesas, sua evolução e seu percentual em relação à receita total.

•    Projetar resultados futuros incorporando o orçamento da empresa à DRE Gerencial.

•    Mensurar e acompanhar o resultado mensal da empresa, planejando melhor a distribuição de lucros e investimentos a serem realizados.

A DRE Gerencial pode ser gerada a partir das informações apresentadas no Controle de Contas a Pagar e de Contas a Receber, através de um software da empresa ou em uma planilha eletrônica como, por exemplo, o Excel. Vejamos então na prática como ela funciona:

               

•    Com base nos dados fornecidos pelo Controle de Contas a Pagar e Controle de Contas a Receber serão totalizados os valores mensais por tipo de receita, custos e despesas. Para tanto, a empresa deverá elaborar um “Plano de contas”, uma relação padrão com a nomenclatura dos gastos e receitas, para que o seu sistema ou planilha possa buscar e totalizar tais valores.

•    Em seguida, estas contas deverão ser agrupadas por natureza. Sugiro seguir a mesma estrutura da DRE Contábil, contendo  Receitas, Impostos, Receita Líquida, Custos, Lucro Bruto, Despesas, IRPJ e CSLL e por fim, o Resultado líquido.

•    A partir das informações levadas à DRE Gerencial, será possível realizar as análises vertical (AV) e horizontal (AH).

•    A análise vertical representa o percentual do gasto em relação à Receita Total.

•    Já a análise horizontal representa o percentual de variação do gasto em relação ao mês anterior, ou seja, a sua evolução e variação em relação ao mês anterior, possibilitando verificar se determinado gasto aumentou ou diminuiu.

•    A análise vertical e horizontal também deverá ser utilizada para analisar a evolução dos totais dos grupos de gastos e receitas e por fim para avaliar o resultado líquido da empresa, acompanhando seu percentual em relação ao faturamento e também a sua evolução.

E na sua empresa você tem conseguido mensurar mensalmente o seu resultado? Faz a análise mensal dos gastos e analisa a sua evolução?  Consegue projetar o seu resultado e determinar as bases para o seu orçamento? Em tempos de enormes desafios a gestão eficiente dos recursos financeiros é fundamental para o sucesso de sua empresa!

Gostou desse assunto? Então compartilhe essa informação importante e fique ligado em nossa coluna!
Um abraço e até a próxima.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.