Como elaborar um Diagnóstico Empresarial

Carolina Lopes Carolina Lopes 1/11/2016

Olá internautas, tudo bem? Na última coluna abordei sobre a importância de um bom Diagnóstico Empresarial e, desta vez, vou ensinar como fazê-lo. Basicamente pode-se dividir o Diagnóstico Empresarial em três etapas: Levantamento das informações; Análise das informações e Identificação dos problemas.

Na primeira etapa, as informações podem ser levantadas diretamente com os colaboradores de todos os setores da empresa através da aplicação de entrevistas e análises de documentos, como por exemplo, registros financeiros. Ou seja, como qualquer diagnóstico inicia-se respondendo uma série de perguntas, além das solicitações de alguns documentos que vão auxiliar na identificação dos problemas.

Na segunda etapa, com todas as informações coletadas é possível analisar de forma organizada, apresentando em forma de relatório, gráficos e planilhas tudo que foi apurado. Os relatórios financeiros, por exemplo, são organizados em formatos padrões que possibilitam analisar desde a classificação das contas até a apuração dos lucros ou prejuízos para um período previamente definido.

Na última etapa, os problemas identificados são organizados através de uma ferramenta denominada Matriz FOFA, cujo nome foi estabelecido por juntar as primeiras letras dos nomes Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças. A figura acima ilustra esta matriz.

É importante ressaltar que este Diagnóstico é apenas o primeiro passo para resolver os problemas da empresa. Nada será mudado se um bom Plano de Ação não for elaborado para auxiliar a execução das ações necessárias. No próximo mês será abordado um modelo deste Plano.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.