Gestão Horizontal e Vertical: o que é melhor para o seu negócio?

Carolina LopesCarolina Lopes 18/03/2017

A gestão horizontal está relacionada àquela organização em que as decisões coletivas e consensuais têm mais importância e prioridade do que a relação de poder ou as divisões hierárquicas. Ela é diferente da gestão vertical utilizada na maioria das empresas, onde as decisões e as divisões de tarefas ocorrem através de uma hierarquia.

É possível que as empresas adotem também os dois tipos de gestão ao invés de optar por apenas um modelo. Existem organizações, por exemplo, que eliminam apenas algumas camadas de hierarquia – mantém cargos de chefia, gerência e coordenação, mas estimulam a criação de equipes autogerenciáveis e focam em metas significativas para todo o grupo.

As vantagens e desvantagens de cada modelo podem ser observadas nos quadros a seguir:

Gestão Vertical
Vantagens Desvantagens
Funções bem definidas. Falta de transparência nas decisões.
Oferece mais segurança aos colaboradores. Concentração de poder
A decisão é mais rápida e tempo é economizado. Competição entre os colaboradores.
Gestão Horizontal
Vantagens Desvantagens
A liderança é flexível. Podem misturar o profissional com o pessoal.
As equipes são multifuncionais. Pode gerar insegurança e sensação de que os projetos não acontecem.
O ambiente é descontraído. Muitas vezes essa estrutura é mal compreendida.

Todos os segmentos empresariais podem adotar gestões mais horizontais, tudo depende das características do negócio, da cultura da empresa e, principalmente, do grau de maturidade dos gestores e da companhia. Então, a sugestão é avaliar qual o perfil da empresa e dos seus colabores antes de se decidir qual tipo de gestão de adéqua a sua realidade.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.