Negócios no Dia das Mães Comércio espera pela famosa "última hora" dos consumidores para comemorar vendas. No sábado, lojas ficam abertas até 18h

Fernanda Leonel
Repórter
08/05/2007

Uns mais outros menos. Mas é certo que, praticamente, todos os ramos do comércio se beneficiam com a vontade dos filhos de fazer uma homenagem para a grande mulher da vida de cada um.

Com a chegada do Dia das Mães (veja nosso caderno especial) no próximo domingo, dia 13 de maio, o comércio de Juiz de Fora já se prepara para a maratona de vendas.

Isso porque, segundo a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Juiz de Fora (CDL), o domingo das mãezonas é a melhor época para as vendas no comércio.

E para acompanhar a maior fatia do mercado, as lojas já estamparam promoções e planos de pagamento diferenciados nas vitrines e demais chamativos. Descontos, parcelamentos, produtos diferenciados. Vale tudo na hora de vendar mais e melhor!

A expectativa do comércio, segundo o presidente da CDL, Vandir Domingos da Silva é de, em 2007, superar o crescimento de 9% registrado no ano passado. Isso porque, para Vandir, o aumento no valor do salário mínimo de R$ 350 para R$ 380 pode contribuir com a venda do Dia das Mães.

"O aumento de R$ 30 significa mais em compras, porque o consumidor hoje parcela muito. Além do mais as parcelas estão cada vez menores. Então, ele pode gastar mais, sabendo que todo mês tem esse valor do acréscimo para contar nas suas prestações", diz.

foto de noelly Um bom exemplo disso é o comércio de celulares e aparelhos eletrônicos. Os pagamentos divididos em até 12 vezes são a aposta do ramo para atingir todas as classes e todos os bolsos.

O que parece estar dando certo. Segundo a gerente de uma loja de celulares de Juiz de Fora, Noelly de Oliveira (foto), desde o início do mês, as vendas já aumentaram cerca de 40%. Tanto pelas apostas da loja na data, quanto pela aposta da própria operadora que ela trabalha.

Última hora

foto de vitrine Mas não são todos os ramos do comércio que comemoram assim. Tanto a CDL quanto quem trabalha no comércio esperam pelo famosa "decisão de última hora do brasileiro", para começar a contar com a alavancada nas vendas.

No próximo sábado, dia 12 de maio, o comércio de Juiz de Fora vai ficar aberto até 18h para tentar aproveitar o máximo do potencial de vendas dos mais "atrasadinhos".

Na última segunda, dia 07, também em razão do pagamento de salário realizados no quinto dia útil do mês, as lojas já começaram a sentir a diferença. Para a Camila Lopes de Oliveira (foto abaixo), vendedora de uma loja de calçados, já foi possível identificar esse movimento a partir de ontem.

foto de camila "Tivemos um bom movimento na segunda já, mas a expectativa é que ao longo dessa última semana o comércio fique melhor. No sábado, essa loja fica uma loucura, até às 15h, tem gente buscando presente de última hora. A tendência é vender mais com a proximidade da data mesmo", analisa.

Outro fator positivo para a data apontado por Camila, para lojas de sapatos e roupas, está no fato da data coincidir com a mudança de coleção e estação para quem trabalha com moda.

Nesse sentido, tanto as pessoas tendem a comprar esse tipo de produto para ajudar as mães a adequar o guarda-roupa com as necessidade da nova estação, quanto as lojas lucram já que a coleção outono/inverno tende a ser mais cara que as demais.

foto de camila Donos de floriculturas também estão rindo à toa. Isso porque, para eles essa é a melhor época de vendas do ano. Segundo Renê Mendonça (foto), nos últimos três dias que antecedem a data, chega-se a vender 100% a mais que em demais dias do ano.

"O dia dos namorados também é uma boa data, mas o dia das mês é indiscutível. Quem não tem namorada ou não está na idade de arrumar uma sempre faz um agrado pra mãe. E é também um presente certo, daqueles que não se erra", justifica o empresário.

CDL - 3690-1522

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.