• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios

    Mercado está aquecido para compras pós-Natal e de verãoPara lojistas, período de trocas é oportunidade de fidelizar. Queima de estoque para o verão começa a estampar vitrines e pode chegar a 50% de desconto

    Pablo Cordeiro
    *Colaboração
    28/12/2009

    O período após as festividades e início de ano é sinônimos de fidelização do cliente e oportunidade de aumento nos índices, através de promoções com até 50% de desconto nos produtos. Segundo o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Juiz de Fora (CDL/JF), Vandir Domingos, o comércio apresentou ótima perspectiva no Natal e este período é proveitoso para, além das trocas, conseguir mais vendas.

    "Antigamente os lojistas viam o período como um grande problema, mas hoje, em 99% das lojas, a troca é oportunidade de vendas. Quem troca é quem ganhou o presente, então esta é uma ferramenta de fidelizar o cliente com novos produtos." Domingos destaca que até o dia 24 de dezembro, o crescimento nas vendas atingiu 8%, em comparação com o mesmo período de 2008. "Se não fosse a inflação, o crescimento seria de até 13%. Até o dia 31, as vendas e trocas irão refletir em até 13% de acréscimo no montante do comércio", explica.

    De acordo com o órgão, os setores que mais se destacaram no final do ano foram os de eletroeletrônicos e de vestuário. "Tivemos um bom final de ano, mas poderia ser melhor. Sem o período recente de fortes chuvas e o cancelamento de eventos decorrentes da Gripe A, o consumo poderia ter sido maior. Além do fato de, no final do ano passado, a economia estar passando pelo fantasma da crise e incertezas, o que impossibilitou um aumento de vendas superior a 15%", ressalta o presidente da CDL. 

    Para o economista Fernando Perobelli, o panorama atual no país oferece perspectivas melhores que as do ano anterior. "Hoje, a economia está em recuperação. O mercado financeiro está em crescimento, a taxa de juros básica permanece em um patamar aceitável, a Selic está em 10,75%, e a previsão de crescimento para o PIB [Produto Interno Bruto] para 2010 é de 5,08%. As condições refletem na economia e consequentemente na renda e no consumo", explica. O economista pontua que o otimismo é alto se comparado com 2008, já que a crise econômica gerava sentimento de incerteza nas pessoas, no mercado e nos investidores.

    Queima de estoque com até 50% de desconto

    promoção pós-natal"Já estamos preparando as promoções para a queima de estoque. Estamos com o estoque abastecido para receber os clientes, oferecendo descontos de até 50% do valor do produto", destaca a subgerente de uma loja de calçados no Centro, Kivea Kelly. Sobre as vendas, ela comenta que permaneceram semelhantes ao ano passado e que o momento de trocas de presentes ainda não resultou na aquisição de novas vendas.

    A gerente de uma loja de vestuário feminino, Lidiane Fernandes, aponta um crescimento de vendas em 15%, se comparado com o Natal de 2008. Ela comenta que as trocas já estão acontecendo e que, de fato, resultam em mais vendas. "As trocas são ótimas oportunidades de atrair os clientes para a compra de novos produtos. Principalmente no setor do vestuário feminino. É difícil as mulheres virem trocar e não comprarem nada." Lidiane destaca que para o início do ano, a expectativa de vendas é um aumento de 10% em relação ao início do ano de 2009. 

    A proprietária de uma loja de bijuterias, Rafaela Lopes, ressalta que as vendas foram semelhantes às do ano passado, mas que, com as promoções, a tendência é melhorarem. "Continuamos com as promoções de Natal e reforçamos o estoque para o início do ano. Apostamos no conjunto de cordão, brinco e pulseira na cor dourada para 2010."

    Segundo o presidente do Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio), Emerson Beloti, o período entre o Natal e a primeira semana de janeiro é utilizado para o balanço das empresas, que iniciam as liquidações e a queima de estoque somente após o dia 10. "Agora os empresários ficam mais voltados para o final do ano. Depois do balanço, as empresas traçam planos para a liquidação de produtos que esperavam ter venda mais alta e não tiveram."

    *Pablo Cordeiro é estudante do 9º período de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.