Terça-feira, 09 de outubro de 2007, atualizada às 17h39

Preço das hortaliças sobe. Tomate, batata inglesa e quiabo são os alimentos que mais tiveram aumento


Priscila Magalhães
Repórter

Tomate, batata inglesa e quiabo são os alimentos que mais tiveram aumento de preço, de acordo com pesquisa realizada pela CeasaMinas Juiz de Fora e divulgada nesta terça-feira, 09 de outubro.

O tomate teve uma variação de 60%, se comparado ao preço do dia 24 de setembro. Hoje, o preço da caixa de 22 quilos é, em média, R$ 40. O Ceasa registrou aumento de 31,58% no preço da batata e o saco de 50 quilos está custando R$ 50. Há duas semanas o valor era de R$ 38. Já o quiabo é o campeão. A variação de preço foi de 100% em duas semanas. A caixa de 20 quilos custa R$ 40.

O gerente do CeasaMinas Juiz de Fora, Alexandre Luís Lopes da Silva, diz que o aumento no preço destes produtos se deve à queda na produção por causa do mau tempo do ano passado e do mês de agosto de 2007.

"No ano passado, o produtor jogou batata fora por causa do excesso de produção. O preço abaixou muito e ele quebrou. Neste não, alguns produziram em menor quantidade e outros não produziram, diminuindo a oferta do produto. No caso do tomate e do quiabo, uma geada em agosto arruinou muitas produções e não houve como repor, o que gerou aumento no preço", explica.

Alexandre diz que estes preços são de atacado e não de varejo. "Para o consumidor a variação deve ser ainda maior, porque existem outros gastos dos comerciantes que são embutidos no valor", explica. Ele acrescenta que é muito arriscado prever se os preços vão continuar subindo. "Tudo depende muito do tempo que pode mudar de uma hora para outra. Se continuar do jeito que está, os preços podem se manter", diz.

Entre os alimentos que tiveram redução no preço estão o alface e o pimentão, com queda de 16,67% em relação a 10 de setembro e a cenoura, com diminuição de 12% em relação a 24 de setembro.



Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.