Sexta-feira, dia 04 de janeiro de 2008, atualizada às 18h31

Mudança no método de avaliação do IBGE faz JF subir no ranking do PIB brasileiro


Priscila Magalhães
Repórter

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mudou a forma de avaliação para medir o Produto Interno Bruto (PIB). Com a mudança, Juiz de Fora subiu nas classificações estadual e nacional.

Agora, o instituto passou a considerar a prestação de serviços, setor considerado forte, o que antes não acontecia. Na classificação nacional, a cidade subiu cinco posições e hoje ocupa o 57º lugar. No PIB estadual, Juiz de Fora subiu uma posição, ocupando o 5º lugar, atrás de Belo Horizonte, Betim, Contagem e Uberlândia.

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Juiz de Fora (Sindicomércio JF), Emerson Beloti, a cidade ficou melhor classificada por causa da mudança no critério de avaliação e não, porque a cidade mudou. "O setor de comércio de serviços é muito atuante e vem crescendo mais que a indústria e o comércio de produtos. Mas a cidade ainda precisa crescer".

Para ele, o crescimento deve ser ordenado e em sintonia. "Os serviços precisam crescer em sintonia com o comércio e com a indústria, o que não tem acontecido. O distrito industrial da cidade é muito importante mas, ao passar por lá, vemos muitos imóveis fechados. A indústria precisa crescer e isso poderia ser feito com a exploração de tecnologia de ponta, que não agride o meio ambiente. A esperança é o crescimento da indústria da construção civil", ressalta.

No PIB da indústria, a cidade ocupa a posição 77 do ranking, enquanto para o setor de serviços, a posição é a de número 50.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.