Sexta-feira, dia 07 de março de 2008, atualizada às 17h09

Preço do feijão deve cair nos próximos meses. Plantio da segunda safra já começou



Priscila Magalhães
Repórter

Depois de período de alta, o preço do feijão vai cair a partir de abril, segundo informações do Ministério da Agricultura (Mapa). Para o engenheiro agrônomo da Emater/JF, José Renato Santana, o recuo do preço se dá à colheita da segunda safra, que deve começar em maio.

"A primeira safra começou a ser colhida em fevereiro, mas não é muito expressiva. Na segunda é que a produção é maior, e a qualidade também é melhor que da primeira", explica ele, dizendo que os preços mais baixos vão chegar até o consumidor. Segundo informações do Mapa, a saca do feijão está sendo comercializada por cerca de R$ 140 e deve cair para R$ 100. Na segunda safra, a expectativa é que a produção cresça quase 22%.

O agrônomo da Emater/JF explica que a tendência é a de aumentar a área plantada, justamente por causa dos preços convidativos ao produtor, mas diz que a redução dos preços ainda vai depender do volume de produção. Segundo ele, o que fez o preço do alimento subir de forma significativa no ano passado foi a estiagem. "O feijão é sensível aos problemas climáticos. Ele depende da chuva na germinação, florada e enchimento do grão. Depois da maturação e na época da colheita, a chuva atrapalha".

É por isso que o feijão de segunda safra tem melhor qualidade, porque ele é colhido em uma época de pouca chuva. "E essa qualidade também influencia no preço. O de primeira safra tem preços mais baixos", completa José Renato.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.