Sexta-feira, dia 28 de março de 2008, atualizada às 18h42

Comissão que vai fiscalizar produtos lácteos em Minas se reuniu e tem prioridades



Priscila Magalhães
Repórter

A Comissão Especial de Produtos Lácteos se reuniu nesta quinta-feira, 28 de março. Durante a reunião, foi apresentado o o Centro Integrado de Monitoramento da Qualidade do Leite (Cquali), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e proposto que o estado de Minas tenha seu próprio centro para o monitoramento do leite.

"Com ele, as informações do estado vão ser levantadas, analisadas e enviadas para o Cquali de Brasília, onde os dados vão ser comparados com os dos outros estados", disse o gerente de Executivo do Pólo de Excelência do Leite, Airdem Assis.

Segundo ele, após a denúncia de fraude do leite no ano passado, em Minas, houve uma queda na venda dos produtos lácteos de Minas. "É como se tivesse acontecido um um boicote aos produtos mineiros", diz Airdem, que vê a comissão como uma forma de a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) defender os produtos mineiros no país.

Além do Cquali Minas, a comissão também prevê revisões na legislação do leite, fazer um estuda aprofundado dos indicadores de fraude e a padronização do leite longa vida. "Um grande problema é que as características nutricionais do leite de caixinha não são padronizadas. Precisamos rever isso", completa Airdem.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.