Terça-feira, dia 10 de junho de 2008, atualizada às 16h44

Atraso na entrega de mercadorias para as festas juninas atrapalha vendas no comércio de Juiz de Fora



Priscila Magalhães
Repórter

Os comerciantes que trabalham com produtos voltados para as festas juninas foram pegos de surpresa com o atraso na entrega de algumas mercadorias típicas. O lojista Felipe Domith diz que a procura pelos chapéus de palha está grande, mas o produto ainda não foi entregue pelos fornecedores.

Ele vendeu as peças que já tinha no estoque e algumas que chegaram neste ano. "Aquela bendita chuva do Nordeste atrasou a entrega dos chapéus, mas até a próxima semana deve chegar", garante.

Apesar de não ter contabilizado o número vendido até este início de junho, ele diz que a quantidade foi significativa. Além da procura pelos chapéus, a loja também está registrando grande venda de prendas para os tradicionais jogos de pescaria.

Segundo o gerente de outra loja no centro da cidade Amélio Luiz do Nascimento está faltando mercadorias. Segundo ele, a procura está maior que no ano passado. "A procura está grande, mas está difícil concretizar as vendas". A expectativa dele é que as mercadorias cheguem até a próxima semana.

Além dos chapéus, a procura na loja de Nascimento também é pelas bandeirinhas, vestidos e tecidos com o motivo da festa. A expectativa é que as vendas aumentem a partir da próxima semana. Uma pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Juiz de Fora (CDL/JF) mostra que os comerciantes estão esperando um aumento de 20% nas vendas para as comemorações deste ano.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.