Segunda-feira, 1 de março de 2010, atualizada às 12h39

Mesmo com alta no trigo, preço do pão segue inalterado em Juiz de Fora

Clecius Campos
Repórter

Mesmo com a possível alto no valor do grão do trigo, esperado pela Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abritrigo), o preço do pão francês seguirá inalterado em Juiz de Fora. A informação é do presidente do Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria da cidade (Sindipan), Heveraldo Lima de Castro.

Após reunião organizada pela Associação Brasileira da Indústria de Panificação (Abip), as padarias resolveram absorver a diferença esperada de 4% e manter o valor do pãozinho. "Por ser uma commodity, o trigo tem sempre alguma variação mensal ou bimensal. Acompanhar essa mudança, repassando para o consumidor, é inviável. O mais correto é esperar o reajuste e constatar se ele será mantido."

A expectativa ocorre porque, segundo Castro, embora a Argentina tenha retraído sua produção de trigo, acreditando que pudesse exportar a farinha pronta, a abertura brasileira a outros mercados possibilita a compra do grão com quase os mesmos benefícios do país vizinho. "O Brasil igualou a comercialização do alimento com o mundo àquela praticada com os países Mercosul, o que abre mais mercados. Ao mesmo tempo, a Argentina volta a querer exportar o grão, desistindo da venda da farinha. Diante de um cenário que pode mudar e até favorecer as padarias, o melhor é segurar as pontas e aguardar."

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.