Segunda-feira, 10 de maio de 2010, atualizada às 16h33

Vendas do Dia das Mães sobem 14% em relação ao ano passado

Clecius Campos
Repórter

O comércio comemora o incremento de 14% nas vendas do Dia das Mães deste ano, em relação ao mesmo período de 2009. O número está dentro da expectativa dos lojistas, que apostavam em crescimento entre 13% e 18%. Segundo estudo do Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomercio), o valor médio das compras ficou entre R$ 30 e R$ 100. Para o presidente do sindicato, Emerson Beloti, as vendas refletem o cenário econômico do país.

Os cálculos da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) também apontam que as vendas em 2010 superaram em 14% o rendimento gerado no ano passado. Segundo o presidente da entidade, Vandir Domingos da Silva, o movimento no comércio de Juiz de Fora só é menor que o registrado no Natal. "O mês de maio envolve o Dia das Mães, o grande número de casamentos, a chegada do inverno e até as festas promovidas na cidade. Tudo isso gera boas oportunidades para o comércio."

A gerente de uma sapataria, Lucélia Albano, comemora o aumento de 20% nas vendas em relação ao ano passado. "Gostamos muito do movimento." A gerente de uma loja de bolsas, Gislane de Souza Barbosa, ainda não fez as contas, mas também considera o movimento melhor que o de 2009. "Vendemos bastante."

O responsável por uma floricultura, Luciano Felipe da Silva, pensa que as vendas poderiam ter sido melhores. "Vendemos praticamente o mesmo que no ano passado. Se não tivesse chovido no domingo [9 de maio], talvez conseguíssemos superar 2009." A gerente de uma loja de produtos para banho, Carolina Monaquezi, afirma que o movimento foi maior apenas na sexta-feira, 7, e no sábado, 8. "Esperávamos vender um pouco mais ao longo da semana. De forma geral, não conseguimos superar as vendas de 2009."

Trocas e filhos atrasados incrementam vendas

As trocas de presentes seguem incrementando as vendas após o Dia das Mães. Lucélia acredita que deve vender um pouco mais durante a troca. "A mãe vem até a loja e encontra outro produto de que gosta. Assim vamos vendendo mais." Gislane usa a mesma estratégia. "Oferecemos outras bolsas e acessórios para combinar. O importante é a cliente sair com mais alguma coisinha." Segundo Domingos, o comércio deve aproveitar bem esse momento. "É importante treinar equipes e criar facilidades para que as trocas se transformem em novas vendas."

Gislane lembra que ainda hoje os filhos esquecidos estão aproveitando para presentear as mães. "Atendemos muitos clientes que esperaram passar o tumulto do fim de semana, para comprar agora." A busca por flores também é comum mesmo após a data. "Há pouco atendi uma moça que adquiriu 20 botões de rosa para presentear as mães no trabalho." A estudante Larissa Neto Pereira comprou uma rosa para a avó nesta segunda-feira, 10. "Não pude encontrá-la ontem [9], por isso vou dar o presente hoje [10]. Nunca é tarde."

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.