Quarta-feira, 15 de setembro de 2010, atualizada às 19h

Carros zero são encontrados por preços mais baratos do que quando o IPI estava reduzido

Pablo Cordeiro
Repórter

Há um ano, nessa mesma época, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) estava reduzido e o mercado automobilístico estava aquecido. Para que as vendas de automóveis zero-quilômetro não caíssem com o retorno do imposto, fábricas, montadoras e concessionárias apostaram nas promoções e em bônus para o cliente. O resultado é que os veículos podem ser encontrados por preços mais baratos do que com o IPI reduzido.

Um exemplo dessa queda de valores é a linha Wolksvagem 1.6. Segundo o gerente de vendas de uma concessionária, João Carlos Micheli, o Gol 1.6 está cerca de 7% mais barato, mesmo percentual observado há um ano. "Essa redução de preços de fato está acontecendo. Dependendo do modelo a queda é de até 7%. Isso porque os preços já vinham caindo."

Na concessionária em que Micheli trabalha, o veículo que em 2009 custava R$ 39 mil está saindo por R$ 36 mil. De acordo com o gerente de outra concessionária, Adriano Torres Mattar, para veículos específicos, essa redução é visível, mas nenhum dos veículos chegou a superar o preço de 2009. "A fábrica está bancando a diferença em modelos de entrada. O mercado não desaqueceu. As taxas de juros estão atraentes", destaca.

Nessa concessionária, o Celta e o Classic, estão saindo a partir de R$ 23.990 e R$ 26.990, respectivamente. Esses valores, complementa Mattar, são os mesmos de quando o IPI estava reduzido. O presidente do Sindicato das Concessionárias e Distribuidores de Veículos de Minas Gerais (Sincodiv), Mauro Pinto de Moraes Filho, afirmou não possuir dados que comprovem esse barateamento, mas garante que, com as promoções regionais, os preços praticados estão inferiores aos da época do IPI.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.