• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios

    Revisão preventiva de carros populares pode variar de R$ 700 a R$ 2 milEntre os itens verificados estão pneus, fluido, disco e pastilha de freio, bateria, óleo de motor, filtro de ar, filtro de óleo, alinhamento e balanceamento dos pneus

    Aline Furtado
    Repórter
    23/12/2011
    Oficina

    Com a chegada das férias e a aproximação das festas de final de ano, muita gente aproveita o período de folga para colocar o carro na estrada e viajar com a família. Contudo, muitos esquecem-se dos cuidados preventivos com o veículo, que devem ser tomados independentemente da duração da viagem.

    "Um carro deve ser cuidado como tomamos conta da nossa saúde. Não deve-se esperar o problema aparecer para buscar socorro. Qualquer ruído estranho deve ser visto como alerta", afirma o proprietário de uma oficina mecânica, Dudu Mazzei.

    Segundo ele, os gastos com a revisão preventiva podem variar de R$ 800* a R$ 2 mil*. Os valores referem-se a automóveis populares sem ar condicionado. "O valor acaba sendo alto porque para verificar as condições do veículo é preciso desmontá-lo." Já no caso do mecânico Alberto Vieira, o custo pode variar de R$ 700 a R$ 1,6 mil. Entre os itens verificados durante a revisão estão pneus, fluido de freio, disco de freio, pastilha de freio, bateria, óleo de motor, filtro de ar, filtro de óleo, alinhamento e balanceamento dos pneus.

    O valor destinado à revisão preventiva, que deve ser feita a cada seis meses, está incluído na estimativa de gastos anuais por veículos. "Estima-se que o proprietário gasta o equivalente a 23% do valor do automóvel a mais a cada ano. Nesse percentual estão incluídas a manutenção e as taxas", destaca Mazzei. Para que o gasto com a revisão fique menor, a dica é fazer a preventiva antes que a corretiva seja necessária. "O gasto com a revisão preventiva é três vezes menor do que o custo da corretiva", completa o proprietário.

    OficinaMazzei afirma que levar ao carro à oficina mecânica facilita o acompanhamento do mesmo. "Temos uma planilha onde são lançadas todas as informações, o que nos permite conhecer melhor cada veículo." Por isso, de acordo com ele, o mais indicado é levar o veículo sempre no mesmo mecânico. "Antigamente, os automóveis eram mais simples. Com isso, se acontecesse um problema na estrada, qualquer pessoa poderia mexer. Hoje não, com os avanços tecnológicos, dependemos de equipamentos modernos e computadores para resolver problemas."

    Vieira concorda. "Não dá para descuidar do carro devido ao risco de o problema crescer de forma gradativa. Ou seja, é uma maneira de prevenir. E, para o bolso, há vantagem da prevenção sobre a correção, visto que o gasto com um problema já instalado acaba sendo, na maioria dos casos, bem maior do que a manutenção apenas."

    Até 300% de aumento na procura

    Conforme Mazzei, o aumento na procura para revisões em períodos que antecedem férias e festas chega a 300%. "O agendamento deve ser feito com 15 dias de antecedência e o tempo de revisão pode durar de dois a quatro dias." Já Vieira afirma que a alta começa a ser registrada no final do mês de novembro, quando os proprietários começam a agendar, e é intensificada ao longo do mês de dezembro, atingindo pico de 70% às vésperas do Natal e do Réveillon.

    Personal car

    Uma das formas de cuidar do carro como um todo e ainda facilitar a vida do cliente é oferecer serviços como o de personal car. "Além de disponibilizar serviços de mecânica, levamos o automóvel para manutenção ou troca de vidros, faróis e palhetas de limpador", explica Mazzei.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.