• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Sexta-feira, 20 de julho de 2012, atualizada às 13h

    Cruzília, no sul de Minas, é destaque no concurso do Congresso Nacional de Laticínios

    Nathália Carvalho
    *Colaboração
    Congresso nacional de laticinios

    A 29ª edição do Congresso Nacional de Laticínios consagrou o primeiro lugar, mais uma vez, para o Estado de Minas Gerais. A premiação final do Concurso Nacional de Produtos Lácteos ocorreu nesta quinta-feira, 19 de julho, e teve como destaque a cidade de Cruzília, localizada no Sul de Minas, que ficou com os três primeiros lugares.

    O Laticínios Cruzília foi o grande vencedor na categoria destaque especial, conquistando o primeiro e segundo lugares. O queijo por Salut (foto ao lado), produzido a partir do mofo branco e incrementado com fermentos selvagens peculiares da Serra da Mantiqueira, ficou com a melhor colocação, seguido do queijo Equilibrium (foto abaixo, à esquerda), feito a partir de leite de cabra e vaca. O terceiro lugar ficou com o queijo Uva (foto abaixo, à direita), massa muçarela imersa em vinho, que tem o formato da fruta, criada pela Usina de Beneficiamento Paiolzinho, também de Cruzília. Foram premiadas, ainda, indústrias laticinistas de São Paulo e Paraná.

    Ao todo, 52 indústrias, de 13 estados diferentes, participaram da competição. No total, 33 produtos foram avaliados e premiados pelos 22 juízes, divididos em 11 categorias no concurso: doce de leite, queijo Gouda, queijo Prato lanche, queijo Gorgonzola, queijo Minas Padrão, queijo Provolone, queijo Reino, Requeijão, Manteiga, queijo Parmesão, Destaque Especial (produto lácteo que tenha pelo menos uma característica inovadora ou que se destaque). Os critérios avaliados foram aspecto global, cor, textura, odor, aroma, sabor e consistência.

    De acordo com informações da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), o congresso reuniu cerca de 12 mil pessoas em quatro eventos paralelos. A 40ª Exposição de Máquinas, Equipamentos, Embalagens e Insumos para a Indústria Laticinista (Expomaq) contou com a participação de 125 empresas do Brasil e do exterior. De acordo com a comissão organizadora, os números do evento foram satisfatórios para expositores e visitantes. "Ainda não temos números oficiais, mas avaliações parciais revelam que cerca de 95% dos expositores têm a intenção de participar da feira no próximo ano. Além disso, já temos 25 novas empresas cadastradas em uma lista de espera", informou por meio da assessoria, o coordenador de comercialização da Expomaq, Antônio Augusto Braighi.

    Congresso nacional de laticinios Congresso nacional de laticinios

    *Nathália Carvalho é estudante do 8º período de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.