Sexta-feira, 27 de dezembro de 2013, atualizada às 16h31

Concessionárias de Juiz de Fora aguardam nova tabela para estimar impacto do IPI

Eduardo Maia
Repórter
Concessionária

Com a publicação das novas alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos automóveis, as concessionárias de Juiz de Fora aguardam as novas tabelas de preços para estimar o impacto que o reajuste trará às vendas. Duas mudanças nas alíquotas de automóveis de IPI foram anunciadas, sendo uma a vigorar a partir de 1º de janeiro até 30 de junho do próximo ano, e outro reajuste para o período entre 1º de julho de 2014 a 31 de dezembro de 2017.

O gerente de vendas de uma concessionária de nacionais e importados em Juiz de Fora, Ângelo Augusto Paradinha explica que ainda é difícil prever o impacto que o reajuste causará nas vendas. "Pelo fato de o reajuste ser pequeno, eu acho que não vai influenciar muito no dia a dia. Até agora o mercado está aquecido e estamos vendendo bem, batendo recordes consecutivos e esse mês inclusive eu acho que teremos mais um", analisa.

Paradinha explica que as concessionárias poderão aproveitar os estoques para diminuir o impacto ao consumidor e oferecer promoções. "Os carros dos estoques das concessionárias vão permitir que elas banquem esse desconto e mantenham os preços. Os que faturarem a partir do mês que vem já vão vir com aumento. Mas ainda têm uns carros no estoque que conseguimos manter."

O gerente aconselha a quem deseja comprar um automóvel zero, procurar o quanto antes para garantir os preços mais baixos. "Não é bom deixar para a última hora. Para baixo, o preço não vai. A tendência é subir e não tem porque esperar. Os carros já são 2014 e é importante aproveitar o momento", recomenda.

A gerente de marketing de outra concessionária de Juiz de Fora, Flávia Resende, aguarda o repasse da nova tabela da marca para analisar o impacto. "Isso vai depender do percentual, mas acredito que como a marca vendeu bem esse ano, não teremos grande impacto. A partir de janeiro teremos como saber melhor, quando iremos receber a nova tabela com o reajuste da marca", informa.

Reajuste

As novas alíquotas do IPI sobre os automóveis foram fixadas por decreto publicado no Diário Oficial da União no último dia 24. O reajuste gradual visa à elevação das taxas para igualar ao valor praticado antes do pacote de desonerações estabelecido pelo Governo Federal em 2012, que tinha como objetivo aquecer o mercado pela venda de automóveis.

O Ministério da Fazenda informou que ainda não sabe quantificar o quanto o reajuste irá impactar no preço dos carros, já que outros fatores deverão ser considerados, entre eles os estoques. O governo também vai acompanhar o impacto do reajuste também para os automóveis, para confirmar os valores que vão vigorar a partir de 1º de julho de 2014.

Entenda

Com a redução de 30 pontos, para os veículos populares flex (1.000 cilindradas) o decreto determina, por exemplo, que a alíquota passará, em 1º de janeiro, para 3%, com incidência até 30 de junho. Entre 1º de julho e 31 de dezembro de 2017, o IPI será 7%.

Veículos de cilindrada entre 1.0 e 2.0 flex (gasolina e álcool) passam para 9% agora e depois para 11%, a partir de 1º de julho do próximo ano. Na mesma faixa de cilindrada, mas exclusivamente a gasolina, os veículos passam para alíquota de 10% e depois para 13%, a partir de 1º de julho do próximo ano.

Com relação aos utilitários, a alíquota do IPI passa para 3% agora e depois 8% a partir de 1º de julho do próximo ano. Utilitários para transporte de carga passam a 3% no primeiro momento, e depois alcançam 4%. Os caminhões vão continuam isentos do IPI.

Os veículos importados de fora da área do Mercosul ou México receberão um adicional de 30 pontos porcentuais sobre a alíquota de IPI. "O preço do importado também varia muito por causa do dólar. Não é nem por causa das alíquotas do Governo, mas a relação com o dólar. Por isso que realmente pode subir e pode descer. O volume de importados também não é grande. É pequeno. Não é um carro chefe da montadora", afirma Paradinha.

Confira a tabela completa com os ajustes das alíquotas

Automóveis De Jan à Dez Nova proposta
Jan a Jul 2014 A partir de Jul 2014
Até 1.0 2,0% 3,0% 7,0%
De 1.0 a 2.0 flex 7,0% 9,0% 11,0%
De 1.0 a 2.0 gas 8,0% 10,0 13,0%
Utilitários 2,0% 3,0 8,0%
Utilitários de Carga 2,0% 3,0 4,0%
Caminhões 0,0% 0,0 0,0%

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.