Quinta-feira, 17 de abril de 2014, atualizada às 17h

Plantão da Receita Federal tira dúvidas sobre o IR 2014 em Juiz de Fora

Eduardo Maia
Repórter
Marcos Adriano Amorim

Dentro do período de declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF), a Receita Federal em Juiz de Fora tem funcionado em horários especiais para atender a população e tirar dúvidas quanto aos procedimentos das declarações. De acordo com o delegado da Receita, Marcos Adriano Amorim (foto ao lado), a proposta é priorizar o contribuinte, atendendo às necessidades e solucionar dúvidas complexas.

A Receita Federal funciona na avenida Rio Branco 372, no bairro Manoel Honório. O horário para atendimento geral é de segunda à sexta, de 7 às 19h. Já para atendimentos específicos, o Plantão Fiscal, o atendimento tem sido realizado das 9 às 12h e das 13 às 18h.

"Ao vir até a sede da Receita, o contribuinte ficará sabendo em qual situação ele se enquadra, quais suas obrigações e aquilo que ele precisa apresentar. É um atendimento mais preciso, que pode evitar dúvidas ou erros na hora de preencher a declaração", afirma Amorim.

De acordo com o delegado, apesar de encurtar o prazo final da declaração, com término previsto para 30 de abril, o feriado que se aproxima pode ser um bom período para organizar recibos e documentos e facilitar o preenchimento da declaração. "As pessoas têm mais tempo para se organizar no feriado. Buscar recibos e solucionar dúvidas. Mas não é ideal deixar para a última hora. Apesar do sistema da receita ser dimensionado para muitos acessos, pode faltar um documento, e isso gerar problemas para o contribuinte", ressalta.

Em 2013, só no último dia do período de recebimento, a Receita recebeu 3.399.661 declarações. Em 2014, o dia de maior quantidade foi dia 14 de abril, foram 549.445.

Marcos informa que um questionário com perguntas e respostas elaborado pela Receita pode solucionar dúvidas e permitir que o contribuinte saiba em qual situação se enquadra.

Declaração pré-preenchida

Uma novidade proposta para a declaração do IRPF é a declaração pré-preenchida. "A partir deste ano, a Receita disponibiliza os dados dos contribuintes para aqueles que possuem certificação digital e também algumas informações sobre deduções. A pessoa baixa o arquivo e já vem direto. Mas é preciso que o contribuinte verifique se os dados estão corretos. É possível que uma fonte pagadora ainda não tenha enviado as informações até a data em que foi baixado", destaca o delegado.

Outra alternativa para o contribuinte é buscar uma procuração no site da Receita para que alguém de sua confiança baixe o formulário. "Com isso, o contribuinte outorga a uma pessoa com certificação digital para que elas tenham acesso às informações dela. Geralmente, o contador tem certificação tem digital. Ele pode baixar estes dados que completam automaticamente a declaração do contribuinte."

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.