• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios

    Páscoa 2015: ovos de chocolate são a preferência dos consumidores

    Procon orienta consumidores e fornecedores para as compras de Semana Santa. Conforme o superintendente a melhor dica é pesquisar os preços com antecedência



    23/03/2015
    sindicomercio

    A pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 23 de março, pelo Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio-JF), mostra que os ovos de chocolate ainda são a preferência de compra dos consumidores no período da Páscoa. Na hora de presentear, 55,03% dos entrevistados preferem a opção mais tradicional. O segundo produto mais citado foi a caixa de bombom, apontada por 31,21% das pessoas.

    Realizado para estimar as vendas, em datas comemorativas do ano, o levantamento do Sindicomércio-JF ouviu 383 compradores, que apontaram suas preferências em relação ao tipo de presente que pretendem comprar, ao valor estimado a ser gasto, à forma de pagamento, entre outras. Conforme o vice-diretor, Nício Fortes Garcia, os dados revelaram que mesmo com toda crise econômica, 32,44% dos entrevistados pretendem gastar entre R$ 50,01 e R$ 100,00, com pagamento à vista, em dinheiro, 62,60%. "Não fazemos expectativas de venda, mas caso os valores se mantenham igual a do ano passado, os resultados serão satisfatórios. Outro dado importante são os motivos de preferência do consumidor. O preço, comodidade e variedade estão entre as primeiras características citadas, por isso o vendedor deve estar atento em como ofertar seu produto", destaca Garcia.

    Em segundo lugar nos valores, aparece a variação de R$ 30,01 e R$ 50,00, preferência de 19,85% dos que responderam à pesquisa. Já o cartão de crédito aparece como a segunda para as opções de forma de pagamento (26,34%), seguido do cartão de débito (9,92%).

    Dicas do Procon-JF

    Para não ter prejuízos e dor de cabeça, a Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/JF) orienta consumidores e fornecedores sobre os cuidados na hora de comprar os produtos da ceia de Semana Santa e os presentes de chocolate. O superintendente do Procon/JF, Nilson Ferreira Neto, lembra que a principal orientação é sempre pesquisar antes mesmo de sair às compras. "Devido à variação de preços, o consumidor não deve comprar por impulso".

    No caso de ovos de Páscoa, a dica do Procon é ler atentamente o rótulo do produto. Observar as informações como a data de validade, o peso líquido e a composição do produto. O consumidor deve ficar atento ao peso, pois as numerações dos ovos não são padronizadas ou equivalentes entre as marcas ofertadas. Ao optar por chocolates de fabricação caseira, as regras a serem seguidas pelos fornecedores são as mesmas dos produtos industrializados.

    A embalagem deve estar em boas condições de armazenamento, longe de qualquer fonte de calor, sem sinais de violação do conteúdo, furos ou amassados. Quando houver inclusão de brinquedos no interior do produto, o consumidor deve observar se a embalagem traz o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e a idade recomendada. É importante também que o comprador tenha consciência de que, se optar por ovos dispostos em bancas de promoção, com a informação de que estão "quebrados", normalmente mais baratos que outros, em perfeitas condições, o fornecedor não será obrigado a trocar o produto.

    Já na compra do bacalhau ou pescado, é preciso ficar atento quanto à conservação e a aparência. Observar se o produto está conservado no gelo e se os olhos do peixe estão brilhantes e as escamas bem presas ao corpo, são dicas essenciais. É importante também que o consumidor verifique no rótulo se constam o registro no órgão de fiscalização competente, a indicação de temperatura para conservação, a data de acondicionamento e o prazo de validade. Depois descongelado, é indicado que o preparo do peixe e o seu consumo sejam feitos rapidamente.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.