Sábado, 17 de dezembro de 2016, atualizada às 13h15

Secretária garante renda extra com venda de produtos customizados com pérolas

Da redação

Ótima opção para inovar na hora de presentear no Natal, o artesanato tem ganhado espaço e condicionado o aumento da renda de muitos trabalhadores. No período de fim de ano as inúmeras feiras em Juiz de Fora também colaboram para a oferta dos itens únicos para o consumidor. Entre os estandes estão as peças feitas à mão, customizadas com pedras e pérolas da artesã Christiane Rangel.

Além das agendas, blocos, grampeadores e outros objetos, Chris também trabalha com caixinhas de MDF, letras para decoração, lembrancinhas de maternidade, batizado, chá de bebê, aniversários, festas e casamentos, e a linha para bebês - porta-fralda, porta-cartão de vacinação e enfeites para quarto.

No ponto de vista da artesã, os produtos artesanais têm ganhado espaço no mercado, principalmente, por suas características de criatividade, sustentabilidade e originalidade. “As pessoas buscam produtos de qualidade e que sejam diferentes daqueles encontrados nas lojas. Hoje tudo é muito industrializado e ter alguma peça exclusiva, até mesmo personalizada, feita com carinho por alguém, é um privilégio”, afirma.

Entre os materiais de customização, ela optou por trabalhar com pérolas por serem fáceis de manusear e deixar qualquer peça muito charmosa. Os preços variam muito de acordo com o produto ou material utilizado. “A pérola é um clássico eterno que simboliza o romantismo, a feminilidade. Por sua delicadeza, ela vem sendo usada em várias ideias, como em roupas, chinelos, tiaras, em peças para decoração, de bebês e crianças, agendas, blocos. O resultado fica muito sofisticado”.

Chris Ragel, que é secretária e está de licença maternidade, conta que sempre usou suas horas de folga e finais de semana para trabalhar com o artesanato. A prática veio de sua mãe Rose, que foi instrutora do Sesc. “Principalmente nesta época de crise, trabalhar com artesanato em casa é mais uma fonte de renda. Um dinheirinho extra é sempre bem-vindo, não é?”. Ela reforça que as oportunidades de vender em feiras deixam seus produtos mais conhecidos. “Este ano minhas agendas e blocos esgotaram. A partir de janeiro, estarei atendendo no bazar do Lar de Laura, na rua Braz Bernardino”.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.