Segunda-feira, 19 de dezembro de 2016, atualizada às 18h52

Consumidores lotam ruas e galerias do Centro para as compras de Natal

Da redação
foto

Há cinco dias do Natal, as galerias do Centro de Juiz de Fora já começaram a ficar cheias. O movimento deve crescer ainda mais com os horários especiais do comércio e o pagamento da segunda parcela do 13° salário, que vai até esta terça-feira, 20 de dezembro. Segundo os comerciantes entrevistados pela ACESSA.com, mesmo com vendas mais tímidas durante o ano, a expectativa é de bons resultados nos próximos dias. Eles também afirmam que os consumidores estão optando por produtos mais baratos e com qualidade.

Os horários do comércio na cidade, conforme estabelecido com o Sindicato dos Empregados, seguem da seguinte forma durante a semana. Nos dias 19 e 20, as lojas ficam abertas de 8h às 20 h, dias 21, 22 e 23, de 8h às 21h30, e na véspera de Natal, 24, de 8h às 18 h. Segundo a pesquisa do Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio-JF), feita pela Masci Consultoria, os vestuários lideraram a preferência dos consumidores com cerca de 54,17%. A pesquisa ouviu 378 pessoas, sendo que dessas, 263 afirmaram que irão presentear no Natal.

A gerente Juliana Rosa Ferragem da Top Brasil diz que as vendas melhoraram a partir de quinta, 15, e espera que este cenário continue nos próximos dias, principalmente, depois do pagamento da segunda parcela do 13° salário. "Achamos até a última semana que as vendas seriam muito baixas. Chegamos a fazer promoção de todas as peças a R$ 20. Mas agora o preço já voltou ao normal e as vendas aumentaram", destaca. Ela completa que o que mais sai são vestidos, blusas, saias e conjunto viscolaycra.

De acordo com a Cláudia Alves, gerente da Stonehenge da rua Marechal Teodoro, os consumidores estão mais exigentes este ano. "Os clientes procuram por preços melhores com variedade de modelo e cor. Mesmo assim temos vendido bastante, por oferecer bom preço e qualidade no produto. Temos uma promoção, por exemplo, de três camisas de malha masculina por R$ 60". Já o gerente Marcelo Hallack, da Loja André, afirma que suas vendas equiparam ao Natal do ano passado. "O movimento está bom, porque o ano inteiro foi abaixo da média. Os clientes estão preferindo mais as 'lembrancinhas', como meias e calçolas. Este último sábado e domingo que trabalhamos no horário especial não compensaram, mas acho que o movimento vai concentrar mais durante esta semana", destaca.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.