Quinta-feira, 19 de novembro de 2020, atualizada às 7h50

Custo da cesta básica nacional registra aumento de 1,20%

Da redação

A pesquisa semanal de preços realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agropecuária (Sedeta), divulgada nesta quarta-feira, 18 de novembro, revela aumento de 1,20% no preço da cesta básica nacional, que está custando agora R$ 487,62. Em relação à pesquisa anterior, realizada no dia 11, quando custava R$ 481,82, está R$ 5,80 mais cara. O valor representa 53,11% do salário mínimo líquido, equivalente a 16 dias de trabalho. Tendo como base uma família com quatro pessoas, sendo duas adultas e duas crianças, e considerando o consumo de duas crianças como o de uma pessoa adulta, o gasto atual com a cesta é de R$ 1.462,86.

Maiores altas: manteiga comum (21,31%), batata inglesa (17,42%), pão de sal francês (12,39%).

Maiores quedas: tomate (-37,03%), leite tipo C (-8,18%), arroz L.F tipo 1 (-2,12%).

O Departamento de Fomento à Economia (Defe) da Sedeta realiza o levantamento seguindo metodologia desenvolvida pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

A pesquisa completa, com a variação de todos os produtos que compõem a cesta, pode ser acessada através do site pjf.mg.gov.br/secretarias/sedeta/pesquisas/cesta_basica.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.