Duarte Vilela assume chefia geral da Embrapa O "casamento" com a Embrapa é antigo. Ele entrou na empresa em 1976 e já esteve na chefia geral entre 2000 e 2004


Daniele Gruppi
Repórter
05/09/2008

O pesquisador Duarte Vilela assume, em setembro deste ano, a chefia geral da Embrapa Gado de Leite, cargo que ocupou nos anos entre 2000 e 2004. Criado em fazenda leiteira, sempre teve ligação com o agropecuária, traçando uma trajetória de sucesso no área.

O casamento com a Embrapa é antigo. Ele se formou em agronomia na Universidade Federal de Viçosa (UFV), em 1975, e ingressou na empresa em 1976. Exerceu os cargos de chefe-geral, chefe adjunto de pesquisa e desenvolvimento e líder da área de alimentação animal.

Conseguiu implementar o Projeto "Plataforma Tecnológica do leite", sobre o qual fala com orgulho. "O objetivo era identificar as restrições técnicas econômicas e institucionais ao desenvolvimento do setor leiteiro nos segmentos de produção e indústria nas cinco regiões do país. Envolveu mais de cem instituições". Ele revela a intenção de retomar o programa a partir de 2009.

foto de Duarte Vilella Vilela foi ainda assessor da FAO (órgão das Nações Unidas para agricultura e alimentação), assessor do CNPq, conselheiro técnico da Associação Brasileira de Criadores de Zebu, consultor científico de diversas revistas especializadas e participou ativamente em diversas instituições de fomento à pesquisa agropecuária. Nos indicadores de produção científica e tecnológica nos últimos dez anos destacou-se na publicação de 154 trabalhos.

De 2005 a 2007, foi coordenador geral de Apoio às Câmaras Setoriais e Temáticas, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e secretário-executivo do Conselho do Agronegócio no mesmo ministério.

Quando deixou o cargo em Brasília, foi convidado para concorrer à chefia geral na Embrapa. Para estar de volta ao posto, passou por um árduo processo de seleção que envolveu outros dois candidatos e durou sete meses.

sede Embrapa Gado de Leite Vilela tem mestrado e doutorado em Zootecnologia pela UFV. Apaixonado pela bovinocultura de leite, o pesquisador acumulou uma vasta experiência no agronegócio e sente-se à vontade para liderar novamente as atividades na Embrapa e também para falar sobre suas principais metas.

Ciente dos novos desafios, ele pretende investir na qualidade do leite; aumentar a produtividade animal e por área; reduzir a dependência de insumos importados e criar alternativas de alimentação para o bovino e viabilizar a construção de uma pecuária efetivamente sustentável, priorizando projetos que avaliem os impactos da atividade leiteira no meio ambiente e minimize tais impactos.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.