• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Josy Oliveira Talento, simpatia, dedicação. Segredos do sucesso da cantora que está com a agenda lotada até o segundo semestre do ano

    Fernanda Leonel
    Repórter
    31/05/2006

    Clique no ícone ao lado para ver e ouvir a cantora Josy Oliveira interpretando um sucesso da juizforana Ana Carolina.



    O destino parecia estar traçado: desde pequena Josy Oliveira (foto) demostrava que a paixão pela música falava mais alto que qualquer outra coisa. Reza a lenda que já aos seis anos de idade, a menina trocava muitas horas do dia para ficar sentandinha e quieta ouvindo música, refletindo e comentando sobre o sons.

    Josy conta que sempre "respirou música". Era aquela aluna que participava dos saraus da escola, cantava em teatrinho, participava de tudo quanto fosse atividade que precisasse de alguém para fazer um barulho. Se havia um microfone e uma caixa de som, lá estava a menina Josy.

    Aos 11 anos, ela ganhou um presente do pai que afirmaria o que as "brincadeiras" da infância já provavam. O primeiro piano da vida da cantora chegou para fazer mais que parte do mobiliário da casa.

    O pai de Josy parece ser mesmo um dos grandes responsáveis por sua carreira. Mais que comprar o primeiro instrumento da artista e incentivar seu dom, ele resolveu divulgar de verdade o talento da filha: quando a cantora tinha 17 anos, ele comprou um bar, carregou o piano da menina para o local e fez dela a atração principal da casa.

    Nesse tempo Josy tocou, se apresentou, aprendeu. Mas também entendeu que era preciso se dedicar à faculdade de psicologia. Diminuiu as apresentações, mas não se distanciou do ofício.

    No dia da formatura, data que ela pegava o diploma para montar o seu consultório, o destino mostrou mais uma vez que Josy no jaleco não deveria ser o seu forte: ela cantou na sua missa, na sua colação e no seu baile de formatura.

    Somado a outros fatores, Josy resolveu abraçar a carreira. Se inscreveu na Lei Murilo Mendes e teve sua proposta para gravação de um CD aprovada. Largou o emprego, deixou de lado as dúvidas e hoje, se dedica em horário integral a sua grande paixão. "Vivo a música de manhã, de tarde, de noite. Se não estou tocando, estou ensaindo ou estou aprendendo músicas e escolhendo repertório", declara a cantora.

    O esforço tem dado resultado. Hoje Josy Oliveira é uma das cantoras mais elogiadas pelo público e já está com todos os finais de semana (incluindo aí algumas quintas e quartas-feiras), até agosto, agendados com cafés e barzinhos da cidade.

    Influências
    O CD de Josy Oliveira já começou a ser gravado. O disco tem 12 canções inéditas, sendo que uma delas é de composição do também juizforano Adilson Santos.

    "Influências" foi o nome escolhido pela cantora para dar vida ao seu novo trabalho. De acordo com Josy, o nome desvenda um pouco do som que pode-se esperar do trabalho.

    O CD traz um pouco de muitas coisas que influenciaram a carreira da cantora. Traz uma mistura de ritmos e sensações que foram experimentados ao longo da trajetória musical da menina de Juiz de Fora e reflete a própria experiência de cantar em barzinho vivenciada por Josy.

    "Cantar em barzinho é se colocar à disposição do público. Tem que se estar com um repertório vasto e também se preparar para atender os milhões de pedidos que chegam através dos famosos papeizinhos".

    O álbum de Josy também vai ser assim. Adiantando um pouco as novidades, ela mesmo define seu novo CD, como um "algo que trabalha a MPB, passa pelo rock e termina em samba". Questionada sobre uma possível falta de identidade na salada musical, Josy deixa claro que embora o disco traga ritmos variados, as músicas possuem links entre si.

    Josy é eclética. E isso certamente se reflete no trabalho que ela vem desenvolvendo em barzinhos. Ela mesmo se classifica assim: alguém que aprendeu a gostar de tudo, desde que possa dar a sua cara a essa infinidade de sons que seu ecletismo defende.

    Só para exemplificar, Josy canta até cantigas de roda em seus shows. Já imaginou a música "Peixe vivo" completamente reconfigurada? É isso que a nossa artista faz. "Nada pior que chegar em um show e se ter a sensação de que está se ouvindo uma faixa de CD", justifica.

    Outra característica da cantora: ela sempre vai de mesa durante os seus shows. Atende e pega sugestões com todos que estão prestigiando o seu trabalho. Josy é sempre enfática ao afirmar que não quer ser vista como alguém inatingível e que não deseja criar barreiras do tipo "eu sou o artista, você é o público".

    Para o futuro próximo, Josy aguarda ansiosa a finalização do seu CD. Depois que ele ficar pronto, ela espera entrar em turnê pela região com um show especialmente montando para a ocasião. Para futuro distante, Josy diz que espera apenas o reconhecimento do seu trabalho para que com isso possa viver em função da música para o resto da vida.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.