• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Martiataka
    Rock n' roll do outro mundo

    Deborah Moratori
    27/03/03

    Divulgação Atenção passageiros, apertem os cintos porque Martiataka esta aeronave. Observadores da Nasa alertam sobre o bombardeio com armas químicas ultra-poderosas como o mais puro e destrutível rock n' roll. E o Pentágono já descobriu a identidade dos alienígenas. Três deles são originários de Ubá, uma pacata cidadezinha do interior de Minas Gerais, Brasil. Foi lá onde tudo começou...

    W. Del Guiducci, no vocal. Fabricio Barreto e Sandro Cadeado, nas guitarras. Douglas Gomes, na bateria. Thiago Salomão, no baixo. Martiataka novamente, temporada 2003.

    Depois de um fértil retiro de final de ano em Marte - afinal de contas, todo mundo merece um "descansozinho" - onde os veteranos Del, Fabricio e Sandro recrutaram os mais novos alienígenas, Douglas (no lugar de Ricardin Coimbra) e Thiago (substituindo Daniel Andrade), a banda Martiataka está de volta aos palcos de Juiz de Fora.

    Foto: Antônio Olavo Cerezzo Foto: Antônio Olavo Cerezzo Foto: Antônio Olavo Cerezzo

    Foto: Antônio Olavo Cerezzo Foto: Antônio Olavo Cerezzo

    Os integrantes da banda na apresentação do Green Rock Festival.

    Além dos mais novos integrantes da tripulação, o grupo vem com gás total. E o reencontro com os "terráqueos" sempre promete muita emoção e muito rock n' roll. Músicas inéditas, repertório de covers recauchutado, novo show. Além, é claro, do CD demo, recém-lançado, Demo quatro sem sair de cima, trabalho autoral do grupo, definido por eles mesmos como "um petardo tosco, despirocado esporrento e totalmente alienígena".

    Caldeirão de Marte
    As apresentações têm 25% do repertório formado de músicas compostas pelo grupo. O resto é cover. Covers que vão do "rock n' roll primitivo dos Beatles e Rolling Stones, passando pelo punk dos Ramones, pelo heavy rock do Steppenwolf, pela veia bluseira de Eric Clapton, o rock sulista do Creedence, o pós grunge do Stone Temple Pilots e, claro, pérolas escondidas e clássicos do rock brazuca dos anos 70, 80 e 90, como Rita Lee, Plebe Rude, Capital Inicial, Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso, Legião Urbana, Wander Wildner e Jorge Cabeleira. Sons que ganham unidade na única maneira que a banda sabe fazer rock n roll: a maneira Martiataka", ufa!

    Segundo explica o vocalista da banda, W. Del Guiducci, "o Martiataka é como uma banda de rock brasileira dos anos 80 que toca como uma banda de rock americana dos anos 70". Resumindo: "o som das guitarras é muito importante, o baixo e a bateria são pesados, mas sem chegar a ser heavy metal. A gente faz um rock que mistura o melódico do blues ao agressivo do punk", diz.

    Os trabalhos autorais - oito músicas já estão prontas - são bem fáceis de assimilar, define Del. "Mundo Bar o público já canta o refrão. As outras músicas nossas a gente toca no meio do repertório de covers para medir a reação do pessoal. Se continuam dançando e curtindo, é sinal de que o trabalho está legal". Clique aqui e ouça o trecho de outras faixas.

    Foto: Alexandre Silveira Foto: Alexandre Silveira Foto: Alexandre Silveira

    Foto: Alexandre Silveira Foto: Alexandre Silveira

    Os integrantes na festa do primeiro aniversário da banda

    É big, é big, é big
    Com a experiência de quem já tocou ao lado de feras como Raimundos e Sepultura no Green Rock Festival, evento que reuniu 42 bandas em dois dias de apresentação em setembro passado, o Martiataka completa em abril dois anos de existência com "muita estrada para andar e muito rock n' roll para tocar".

    Pela frente, a finalização de quatro ou cinco músicas para incluir no CD - eles já têm outras oito prontas - que a banda pretende gravar ainda este ano. Agora é esperar para ver. E ouvir...

    Fique por dentro de todas as novidades do Martiataka. Entre na página da banda, clicando aqui. Para conferir onde o grupo se apresenta, fique de olho na nossa Agenda.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.