Quinteto Brasilis Passeando entre os ritmos da MPB e Bossa Nova, o grupo faz releituras
de grandes sucessos com muito talento

Renato Costa
Colaboração*
24/01/2007

Com voz violão, percussão e muito talento, um grupo juizforano tem feito muito sucesso interpretando a nata da MPB e Bossa Nova.

Andrea Passos, Fábio Dalpra, Aliciane Rodrigues, Lidiane Tannure, Caetano e Müller integram o Quinteto Brasilis.

As contas não batem? Um quinteto com seis pessoas? A vocalista Andreia Passos diz que o erro na conta já faz parte da história do grupo.

"Começamos com uma dupla, eu e Fábio. Depois veio a Aliciane, e aí decidimos formar o Trio Brasilis. Mal o nome pegou e chegou a Lidiane, e ficamos com quatro pessoas em um trio" , lembra.

Quinteto Brasilis A confusão nos números continua. "Mudamos para Quarteto Brasilis, e então chegou o Caetano. Pois é, um quarteto com cinco pessoas. Mais uma vez mudamos de nome: Quinteto Brasilis. Foi então que veio o Müller, e decidimos que não iríamos mais mudar de nome, senão não ia parar de chegar gente" , brinca.

O grupo, que começou de "brincadeira" entre Fábio e Andreia em 1999 pela afinidade no gosto musical já fez shows no Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

Em Juiz de Fora, o grupo já é velho conhecido de barzinhos e centros culturais. O Quinteto foi o único grupo mineiro a participar da festa de 70 anos do Cristo Redentor, no Rio.

"Foi nessa época que conhecemos o Ivan Lins, que fazia um show em um teatro carioca. Conhecemos os músicos do Ivan também, e depois de umas semanas, quando fomos tocar em Volta Grande (RJ), o Marco Britto (tecladista) perguntou se poderia tocar com a gente. Foi muito especial" , conta Andrea.

Quinteto Brasilis O repertório engloba os principais nomes da Música Popular Brasileira e da Bossa Nova. Tom Jobim, Chico Buarque, Caetano Veloso, Adriana Calcanhoto, Dorival Caymmi, Gilberto Gil e Vinícius de Morais são alguns dos grandes compositores interpretados pelo Quinteto.

As vozes ficam por conta de Andrea e Aliciane, e Fábio fica com o violão. Caetano e Lidiane são os percussionistas. Müller, segundo Andrea, é o faz-tudo. "Se algum percussionista falta, o Müller se apresenta. Na volta dos intervalos dos shows, eles sempre participa. Já faz parte do grupo" , diz.

Produções e planos para 2007

O Quinteto Brasilis já gravou dois CDs demo totalizando 20 músicas, sendo algumas de autoria de Fábio Dalpra. Além disso, o grupo é parceiro do Movimento de Preservação Ferroviário (MPF), e está desenvolvendo um projeto com a entidade de lançar um CD ainda neste ano com músicas que tenham como tema os trens.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.