A família do cantor Erasmo Carlos, que morreu na madrugada de ontem (22), no Rio, informou que o velório será restrito à família e aos amigos íntimos. Não cita o local onde o corpo será velado, nem a hora e o dia do enterro e sugere que quem quiser homenageá-lo, escute suas músicas, suas mensagens. "Nada o faria mais feliz e amado!”.

O texto da família e da equipe e banda Erasmo Esteves diz: “No dia do músico, nosso amado Erasmo Esteves, o Erasmo Carlos, o Gigante Gentil, o Tremendão, o Pai do Rock Nacional, se despediu. Erasmo criou, amou, acompanhou cada um de nós nos momentos importantes das nossas vidas. Além de todas as maravilhas que compôs e cantou durante décadas, nos deixou recados: o futuro pertence à jovem guarda. E é preciso saber viver!”

Notícias relacionadas:

Em outro trecho a nota diz: “Vamos continuar cuidando das novas gerações, por nós e por ele.

Roberto Carlos também se manifestou pelo facebook sobre o amigo. “Minha dor é muito grande. Nem sei como dizer tudo o que penso desse meu grande irmão. Meu ídolo por tudo, pela lealdade, inteligência, bondade, por tudo que conheço dele. Um ser humano maravilhoso. É um privilégio ter um amigo, um irmão assim por todos esses anos. Difícil encontrar palavras para falar desse cara: o meu amigo Erasmo Carlos. Ele viverá sempre em meu coração. Que o nosso Deus de bondade o proteja e o abençoe. Amém. Amém. Amém".

Erasmo Carlos, 81 anos, morreu no Hospital Barra D’Or, vítima de quadro de paniculite, complicada por sepse de origem cutânea. A paniculite é caracterizada por protuberâncias macias e avermelhadas que se originam na camada de gordura profunda sob a pele.

De acordo com o hospital, o cantor voltou a ser internado no dia 2 deste mês, mesma data em que deixou o hospital de manhã. Ele havia sido internado em 16 de outubro para tratar de uma síndrome epidemigênica. Ao deixar o hospital, após 16 dias de internação, escreveu nas redes sociais: "Ressuscitei no Dia de Finados e tive alta do hospital! Obrigado a Deus, a todos que cuidaram de mim e torceram pela minha recuperação”.

Tags:
Erasmo Carlos | Geral | morte | velório