RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Três pessoas morreram e duas ficaram desaparecidas depois que um barco foi atingido por forte tempestade no rio Uruguai, na divisa entre o Brasil e a Argentina. Outras três pessoas foram resgatadas com vida.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, o acidente ocorreu neste sábado (21), por volta das 17h30, no município de Alecrim (RS), a 530 quilômetros de Porto Alegre. A embarcação levava cinco adultos e três crianças.

As vítimas fatais são Sinara Bogler Kuhn, 47, Noeli Ceconi da da Silva, 39, e o garoto Davi Pimentel, 7. Estão desaparecidos Jorginho Valdemir Machado, 44, e Siderlei Pimentel, 40. O Corpo de Bombeiros vem realizando buscas desde o fim da tarde de sábado para tentar encontrar os dois.

"Diversas equipes do Corpo de Bombeiros Militar e viaturas de resgate, além de mergulhadores e uma aeronave da Brigada já foram enviadas ao local", diz a corporação. Durante a madrugada deste domingo (22), sete bombeiros em dois barcos percorreram o rio tentando identificar sinais que levem até eles.

Os sobreviventes são uma mulher de 40 anos e duas meninas, de cinco e oito anos. Segundo o G1, eles foram resgatados por um morador da região, que viu o momento em que a tempestade atingiu a embarcação.

"Eu vi que eles estavam tomando banho na ilha do outro lado do rio, mas quando começou a tormenta o rio se enfureceu, veio um tufão, e eu não vi mais eles. Me apavorei, porque nunca tinha visto o rio tão enfurecido", disse Antônio Sergio Meller ao portal..

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública disse que as buscas seguirão até que os desaparecidos sejam encontrados. "A SSP se solidariza com a família das vítimas deste triste acidente e com a comunidade de Alecrim, se colocando inteiramente a disposição para ajudar no que for necessário", afirmou.

A Folha ainda não conseguiu confirmar os nomes das vítimas com as autoridades.