• Assinantes
  • Autenticação
  • Pelo Brasil
    Sexta-feira, 28 de agosto de 2015, atualizada às 10h32

    Em quatro horas, 18 mil veículos são pegos em alta velocidade pela PRF

    Na operação realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante a tarde da última quinta-feira, 27 de agosto, em todo o Brasil, mais de 18 mil veículos foram flagrados em alta velocidade. Em quatro horas de fiscalização, policiais rodoviários federais chegaram a registrar velocidades superiores a 190 km/h;

    A ação aconteceu em 152 pontos estratégicos espalhados pelo país e a ação vai além da simples punição. "A presença dos policiais nas rodovias também resulta na formação de opinião das pessoas contribuindo para a construção de um trânsito seguro", explica o assessor nacional de Comunicação Social da PRF, Diego Brandão.

    Os condutores flagrados em alta velocidade serão penalizados de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Para aqueles que estiverem com excesso de até 20% em relação ao limite, cabe multa de R$ 85,13 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Aos que forem pegos excedendo em mais de 20% até 50%, a multa é de 127,69 e cinco pontos na carteira. A punição mais grave é para os motoristas que transitarem em velocidade que exceda a permitida em mais de 50%, com multa de R$ 574,62 e sete pontos na CNH, uma vez que há previsão de agravante da infração gravíssima em 3 vezes, dada a gravidade da conduta.

    A próxima etapa das Operações Integradas será no dia 02 de setembro, quando a PRF realizará fiscalizações para coibir a ultrapassagem em locais proibidos, infração que pode resultar em acidentes com maior letalidade, que é a colisão frontal.

    Com informações da PRF.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.