PARATY, RJ (FOLHAPRESS) - A Flip começou na noite dessa quarta com uma homenagem afetuosa a Maria Firmina dos Reis, a primeira mulher a publicar um romance no Brasil.

Participam a crítica literária Fernanda Miranda, que chamou a escritora de "autora de nosso primeiro texto de liberdade", e a historiadora Ana Flávia Magalhães Pinto, mediadas pela jornalista Adriana Couto.

A poeta e slammer Midria fez uma apresentação emocionada de uma breve música em homenagem a Firmina --"Ô Firmina, abençoa os passos, abençoa os cantos das que virão"-- leu um poema da autora, que chamou de sua ancestral.

Antes do começo da mesa, o diretor artístico Mauro Munhoz fez uma fala celebrando que a festa literária tenha chegado a sua 20ª edição, assim como os três curadores dessa edição, Fernanda Bastos, Milena Britto e Pedro Meira Monteiro.